Siga-nos

Notícias

Derrotado duas vezes por Volkanovski, Holloway reitera desejo por novo combate

Geralmente, o MMA é um esporte que brinda seus fãs com rivalidades de diferentes tipos. Muitas são intensas, outras destacam apenas o lado profissional e, na atual temporada, a que existe entre Alexander Volkanovski e Max Holloway ganhou força. Os atletas lutaram duas vezes pelo título do peso-pena (66 kg), atuaram por 25 minutos em cada encontro e o australiano saiu com o braço levantado em ambas. Porém, o resultado, principalmente do segundo embate, realizado em julho, ainda mexe com ex-campeão da categoria.

Em entrevista à ‘ESPN’ norte-americana, Holloway lembrou que boa parte dos fãs do esporte, da mídia especializada e dos próprios lutadores viram a sua vitória e, mesmo em desvantagem no placar, manifestou o interesse de enfrentar seu carrasco novamente. Além disso, o havaiano destacou que sua mentalidade é diferente da mostrada por Volkanovski e garantiu que não irá desistir de enfrentá-lo, pois sabe que pode superá-lo.

“Não acho que importa se eu ganhei a luta. O que mais importa para mim é como a maioria das pessoas pensa. Não importa o que eu pense, mas 80 a 90 por cento do mundo acham que eu ganhei. Me preocupo com respeito. Depois da luta, pude ver meus colegas me defendendo. Eles não são fãs, são lutadores reais, como Jorge (Masvidal), Nate (Diaz), Dustin (Poirier), Justin (Gaethje) e a lista continua. Eles não conseguem concordar sobre a cor do céu, mas concordaram em uma coisa naquela noite. Kobe (Bryant) e Michael (Jordan) jogariam 10 vezes para que as pessoas soubessem quem é o melhor. Essa é a mentalidade pela qual me esforço. Se você quiser lutar 100 vezes, podemos fazer isso, mas vou mostrar que sou o melhor”, comentou o ex-campeão peso-pena do UFC, antes de completar.

“Não sei que tipo de mentalidade eles têm, mas isso é algo que precisam descobrir e fazer. Eu sei o que quero. Sou apenas um competidor. Nunca me importei com o cinturão quando o tive. Tenho cinco deles em casa. Sou um competidor e esse cara (Volkanovski) está sentado em um lugar que não é certo para mim. Vamos lutar de novo? Depende dele, mas, por mim, vou lutar com ele 10 vezes em uma noite, não me importo. Vou lutar com ele uma vez por mês. Sou um competidor e preciso competir. Eu realmente acredito que fui colocado nesta terra para lutar e competir”, decretou Holloway.

Max Holloway, de 29 anos, se tornou campeão do peso-pena em 2017, quando nocauteou José Aldo, em pleno Brasil, e defendeu o cinturão ao vencer o mesmo Aldo na revanche, Brian Ortega e Frankie Edgar. O havaiano só perdeu o título em 2019, quando encontrou Alexander Volkanovski. Na ocasião, foi derrotado por decisão unânime e, no segundo embate com o rival, levou a pior por decisão dividida.

Mais em Notícias