Siga-nos
Diego Ribas/PxImages

Entrevistas

Após vencer estreia no UFC, lutadora explica desentendimento e nega cuspir em rival

Ao mesmo tempo que o UFC Vegas 22 foi especial para Montserrat Ruiz, também foi polêmico. No evento que aconteceu no último sábado (20), em Las Vegas, a mexicana venceu Cheyanne Buys ao estrear na maior organização de MMA do mundo e o combate, válido pelo peso-palha (52 kg) foi tão intenso, que as atletas se desentenderam no final. Na coletiva de imprensa pós-show, ‘Conejo’ deu sua versão do ocorrido.

Montserrat revelou que o clima entre ela e Cheyanne já era pesado antes mesmo da luta. De acordo com a mexicana, o fato da rival ter menosprezado suas habilidades serviu como motivação extra, já que aceitou o confronto em cima da hora.

Ao final do duelo, as atletas deixaram o fairplay de lado, se estranharam, trocaram insultos e foram separadas por oficiais da Comissão Atlética de Nevada. A americana justificou sua reação ao sinalizar que a adversária lhe cuspiu. Ao tomar conhecimento da declaração de Cheyanne, Montserrat negou de forma veemente, porém se gabou por dar uma lição na rival.

“Estou muito bem, feliz pelo resultado. Eu queria finalizar ou nocautear, mas com um camp completo, posso ter uma atuação melhor. Tudo começou quando ela insultou meu wrestling e minhas quedas. Ela disse que eu tinha movimentos estúpidos, que me conhecia. Provei que ela não me conhece. Não sou o tipo de pessoa que gosta de ofender as outras. Sou humilde, mas ela me faltou com respeito e calei a boca dela. Eu não cuspi nela. O que aconteceu foi pelo momento. Não sou esse tipo de pessoa. Cuspir em alguém passa dos limites. Só estou aqui para lutar”, explicou a mexicana.

Montserrat Ruiz aceitou enfrentar Cheyanne Buys sem realizar um camp completo e, mesmo assim, foi superior na maior parte do tempo. Apesar de ser menor do que a americana, ‘Conejo’ utilizou sua força e o wrestling para controlar a adversária e venceu por decisão unânime. Agora, a mexicana, de 28 anos e aluna de Rafael Cordeiro, possui 10 vitórias no MMA, apenas uma derrota e busca integrar o top-15 do peso-palha.

Mais em Entrevistas