Siga-nos
Louis Grasse/PxImages

UFC

Dana questiona amplo favoritismo de Gane sobre Lewis nas casas de apostas: “Insanidade”

Atração principal do UFC 265, que acontece neste sábado (7), em Houston (EUA), o duelo entre Derrick Lewis e Ciryl Gane, válido pelo cinturão interino dos pesos-pesados, colocará frente a frente um veterano do octógono – dono do recorde de vitórias por nocaute na história da liga – e uma promessa em franca ascensão na organização. Porém, apesar da vantagem na experiência e credenciais conquistadas pelo americano, as casas de apostas apontam amplo favoritismo para o francês.

A vantagem de Gane na linha de aposta é tamanha – chegando a proporção de 4 para 1 em alguns sites especializados – que o presidente do UFC, Dana White, classificou a análise como insana. Em entrevista à ‘TSN’, o dirigente citou o poder de nocaute de Lewis e a relativa inexperiência do francês neste tipo de situação – disputa de título e protagonista de um evento numerado do Ultimate – para questionar os status exagerados, em sua visão, de favorito e azarão do combate, determinados pelas casas de apostas.

“Isso é insanidade! No fim das contas, Gane é invicto, sua trocação é incrível, o cara se move como um peso-médio. Mas quantas vezes Derrick Lewis foi descartado? Tudo que precisa para ele é acertar um grande soco. E ele vai acertar alguns socos em uma luta de cinco rounds. Ele (Lewis) venceu o campeão. Ele venceu Francis Ngannou”, ponderou Dana White, antes de continuar.

“O que torna essa luta tão incrível como uma luta de pesos-pesados é que Lewis possui poder de nocaute com um soco. Nós vamos descobrir como Ciryl Gane vai lidar com a pressão de estar em sua primeira grande luta, que ele nunca esteve. Você não poderia casar uma luta de pesos-pesados mais perfeita do que essa”, concluiu o dirigente máximo do UFC.

Atuais segundo e terceiro colocados no ranking dos pesados, respectivamente, Derrick Lewis e Ciryl Gane disputam o cinturão interino da categoria neste sábado, no main event do UFC 265, sediado na cidade americana de Houston. O vencedor do duelo se credenciará para a unificação do título contra o atual campeão linear da divisão, o camaronês Francis Ngannou.

Mais em UFC