Siga-nos

UFC

Charles ‘Do Bronx’ rebate ameaça de Tony Ferguson: “Ele está preocupado, né?”

Após meses buscando um confronto contra um membro do top 5 do ranking peso-leve (70 kg) do Ultimate, Charles ‘Do Bronx’ não deixou a oportunidade fugir ao aceitar a oferta de um confronto contra o ex-campeão interino da categoria, Tony Ferguson, número três na lista. A poucos dias de subir no octógono diante do rival, em evento do UFC que acontece neste sábado (12), o brasileiro viu o americano ameaçar desistir do combate em caso de falha na balança por parte do atleta da ‘Chute Boxe São Paulo’.

Apesar de ter excedido o peso limite em quatro ocasiões no passado, todas enquanto competia pelo peso-pena (66 kg), Charles parece ter resolvido este problema ao subir de categoria há pouco mais de três anos. Nos leves desde então foram nove pelejas e nenhuma falha. Em conversa com a Ag Fight durante o media day do UFC 256 (veja acima ou clique aqui), ‘Do Bronx’ mostrou otimismo quanto ao compromisso desta sexta-feira (11), na pesagem oficial do evento, e ponderou que talvez o americano devesse se preocupar com suas próprias obrigações com o corte de peso.

Além disso, ‘Do Bronx’ ressaltou que a ameaça do adversário pode ser um sinal de que Ferguson está preocupado com ele. Sentimento que o paulista garante não ser compartilhado por ele.

“Na realidade a gente tem que se preocupar com a gente mesmo. Se ele está se preocupando comigo, eu primeiramente fico feliz. Manda ele se preocupar primeiramente em bater o peso dele, porque tudo aquilo que ele está pedindo para mim pode ser que aconteça ao contrário. A gente aceitou essa luta com 20 dias (de antecedência). Nesses 20 dias, a gente sentou junto com a equipe, com o meu nutricionista, e a gente sabe da responsabilidade que a gente tem”, declarou Charles, antes de continuar.

“Mas o time está 100% voltado a mim, para poder fazer um grande trabalho para que a gente consiga bater o peso, para que na sexta-feira a gente consiga vencer a primeira etapa. Antes de qualquer luta a gente tem que bater o peso. Só que o Tony para estar falando isso aí ele está preocupado, né? Eu não estou nem um pouco preocupado com o que ele vai trazer para mim, ou o que ele vai fazer ou deixar de fazer”, afirmou.

Avesso até pouco tempo atrás à utilização de provocações direcionadas aos rivais de divisão como forma de se promover, Charles também conquistou boa parte de seus triunfos recentes no Ultimate em eventos realizados no Brasil e, portanto, esteve menos exposto aos olhos do grande público do exterior. Em um esporte onde cada vez mais o marketing pessoal e o apoio dos fãs têm correlação direta com o sucesso de um atleta, o brasileiro – apesar de ter uma carreira sobressalente na liga e de ser o recordista de vitórias por finalização na história da organização – ainda não recebe o reconhecimento merecido.

Por isso, ao ser escalado para encarar o ex-campeão interino do peso-leve no UFC 256, ‘Do Bronx’ foi visto por alguns como zebra. Opinião que o brasileiro refuta e justifica ao destacar que o favoritismo do rival precisará ser confirmado dentro do octógono. E, apesar de reconhecer o talento do oponente, o atleta da ‘Chute Boxe São Paulo’ esbanjou confiança e prometeu “chocar o mundo” com uma vitória sobre Ferguson neste sábado.

“Há alguns meses, eu sentei com a minha família, com a equipe, com alguns amigos meus e eu coloquei lá esses grandes nomes (da categoria): Khabib, eu olhei e tinha 29 vitórias, procurei meu nome lá e não achei; Tony Ferguson tinha sei lá quantas vitórias, vindo de 12 vitórias seguidas, eu procurei meu nome lá e também não achei. Então, a gente olha e meu nome não está lá (na lista de atletas derrotados por esses lutadores). Só vai saber na hora que a gente trombar”, comentou Charles, antes de completar.

“Tem tanta gente mandando mensagem para o meu Instagram, falando que eu vou morrer, que eu vou perder, que eu sou louco. Pode continuar mandando mensagem, isso me motiva cada vez mais, me deixa mais feliz, mostra que eu estou incomodando. Tony Ferguson é um monstro? É sim, é um monstro. Nunca lutou comigo, ele não sabe o que é um monstro. Eu estou pronto. Falei para todo mundo e vou falar de novo: dia 12 de dezembro eu vou chocar o mundo. Vou ser o campeão em 2021”, concluiu.

Vindo de sete vitórias consecutivas no octógono mais famoso do mundo, Charles ‘Do Bronx’ terá a possibilidade de ampliar sua sequência positiva e se aproximar definitivamente do topo da divisão dos leves com uma vitória sobre Tony Ferguson neste sábado. Por sua vez, o americano busca recuperação após ter sido atropelado por Justin Gaethje na luta principal do UFC 249, realizado em maio deste ano. O confronto entre o atleta da ‘Chute Boxe SP’ e ‘El Cucuy’ será válido pelo co-main event da edição 256 do Ultimate, que acontece neste sábado, em Las Vegas (EUA).

Mais em UFC