Siga-nos

Entrevistas

Marina Rodriguez aponta favoritismo de Zhang, mas projeta revanche contra Esparza

Número três no ranking peso-palha (52 kg), Marina Rodriguez entrará em ação novamente neste sábado (5), na luta principal do UFC Vegas 64, para encarar a compatriota Amanda Lemos. Confiante de que uma nova vitória, que seria sua quinta consecutiva, deve garantir o tão sonhado ‘title shot’, a gaúcha estará atenta à disputa de cinturão entre a atual campeã Carla Esparza e a chinesa Zhang Weili, marcada para o dia 12 de novembro.

Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag Fight (clique aqui), Marina apontou a lutadora asiática, ex-campeã da categoria, como a favorita para vencer o confronto responsável por co-liderar o card do UFC 281, que será sediado em Nova York (EUA). Para a brasileira, a capacidade de Zhang de se destacar em várias áreas da luta deve fazer a diferença diante da americana, conhecida por ser uma atleta unidimensional, tendo no grappling sua única arma.

“Tudo indica que a Weili possa vencer essa luta. Ela tem mais armas, é mais completa, mais dura e está com muita vontade de recuperar esse cinturão. Como todo mundo sabe, a Carla tem um jogo único, mas que também ela tem a excelência nisso. Se ela conseguir impor o jogo dela no grappling, ela pode vencer, assim como ela venceu a Rose (Namajunas) na última luta, o que para mim foi até uma surpresa”, analisou Marina.

Por outro lado, a gaúcha não esconde o desejo de vingar a derrota sofrida para Esparza em 2020, a única de sua carreira até o momento. Sendo assim, Marina admite que uma disputa de título contra a americana teria um sabor especial, mas, se sua algoz for superada por Zhang na semana que vem, não descarta adiar o reencontro com ‘Cookie Monster’ para uma possível defesa de cinturão, caso se sagre campeã no futuro.

“Em um mundo ideal seria legal a Carla para eu poder fazer aquela revanche que eu tanto quero, pelo cinturão. Mas se for a Weili, não tem problema, a gente vai. Em um mundo perfeito, eu vou vencer e aí eu defendo o cinturão contra a Carla”, projetou Rodriguez.

Oriunda da versão brasileira do programa ‘Contender Series’, Marina Rodriguesz estreou no UFC em 2018 e soma seis vitórias, dois empates e uma derrota na organização. O revés, primeiro e único de sua carreira no MMA profissional, veio diante da atual campeã peso-palha do Ultimate, a americana Carla Esparza, em polêmica decisão dividida dos juízes. Desde então, a gaúcha engatou uma nova sequência positiva, superando Amanda Ribas, Michelle Waterson, Mackenzie Dern e Yan Xiaonan, respectivamente.

Mais em Entrevistas