Siga-nos
exclusivo!
Divulgação/PFL

Entrevistas

Raush Manfio mostra confiança e promete atuação dominante contra Pettis no PFL

Raush Manfio está prestes a realizar a maior luta de sua carreira no MMA. No PFL 6, evento que acontece nesta sexta-feira (25), em New Jersey (EUA), o brasileiro vai enfrentar o ex-campeão do UFC Anthony Pettis, no último e decisivo duelo válido pela fase inicial do torneio peso-leve (70 kg) da organização. Como tem em mãos a oportunidade de mudar de patamar no esporte, o paulista garantiu que não vai desperdiçar a oportunidade.

Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag. Fight, Raush analisou o combate e mostrou admiração por Pettis. Entretanto, o atleta, que representa a ‘American Top Team’, ressaltou que está preparado para encarar o maior desafio de sua carreira e surpreender a comunidade do MMA. A confiança do brasileiro é tanta, que o mesmo apostou que deve encerrar o duelo antes dos 15 minutos regulamentares.

Atualmente, Raush se encontra entre os quatro lutadores que avançam de fase no GP do peso-leve do PFL, enquanto Pettis, derrotado em sua estreia na organização, segue fora. Sendo assim, basta um ponto para o brasileiro avançar no torneio. Já ‘Showtime’ precisa, obrigatoriamente, de uma vitória pela via rápida nos dois primeiros rounds para garantir sua vaga na sequencia do campeonato e avisou que vai conseguir. A empolgação do ex-campeão do UFC foi bem recebida pelo paulista, que indicou que prefere passar por um rival motivado.

“É um mata-mata. Vou para terminar a luta antes, sem precisar dos juízes. Estou apostando que, antes do terceiro round, ele vai cair. A questão dos pontos deixou mais interessante. Para ele avançar, terá que me ganhar nos primeiros rounds. Para mim, até o empate basta. O torneio é interessante por isso, obriga o lutador a se expor. Se o Pettis não vencer assim, está fora. Espero que ele seja agressivo, forte, porque precisa, mas estou em vantagem. Sei do que ele precisa e acho que o estilo dele casa com o meu. Estou confiante”, declarou Manfio, antes de completar.

“Podem esperar uma luta dinâmica. Vou para acabar com a luta. Não preciso me expor, mas meu objetivo é nocautear pela expressão que isso me dá. O objetivo é ter esse diferencial de nocautear o Pettis. Quero e espero o melhor Pettis, mas tem a questão da motivação. Eu estou escalando a montanha e ele já esteve no topo, está descendo. Ele não luta pelo milhão de dólares. A bolsa dele já passou o valor. Quero chegar ao patamar dele. Estou babando para vencer. Tomara que seja fácil, mas espero um Pettis forte para valorizar minha vitória”, sentenciou.

Como foi uma das principais contratações do PFL para a temporada 2021, Pettis se tornou objeto de desejo entre os integrantes do peso-leve da organização. Inclusive, Raush vibrou ao descobrir que iria enfrentar ‘Showtime’. Contudo, o início do ex-campeão do UFC na nova casa foi decepcionante, já que foi derrotado de forma surpreendente por Clay Collard. De acordo com o brasileiro, tal resultado é mais uma prova de que o MMA não é feito apenas pela companhia liderada por Dana White.

“Eu sempre quis lutar com o Pettis. Parece que Deus ouviu minhas orações. Todos os atletas são duros, mas ele me dá uma recompensa muito grande. Esta luta me dá um reconhecimento mundial. Dureza por dureza, vamos nele. Mantive meu camp na ATT, não tive que adaptar muita coisa. Quando ele lutou com o Collard, tomou um passeio. Ele é perigoso, quase venceu no final, porque é extraordinário, mas o nível do PFL é tão alto quanto o do UFC. O UFC trabalha bem o marketing, mas tem leão em todas as organizações”, concluiu.

Raush Manfio, de 29 anos, estreou no PFL na temporada 2021 e venceu Joilton ‘Peregrino’ na única luta que disputou pela companhia. Além da ‘Professional Fighters League’, o paulista também atuou pelo Titan FC. No MMA desde 2011, ‘Cavalo De Guerra’ disputou 15 combates, venceu 12, sendo sete por nocaute, e perdeu três vezes.

Mais em Entrevistas