Siga-nos
Divulgação/Bellator

Bellator

Bellator anuncia retorno de Fedor Emelianenko para o dia 23 de outubro na Rússia

Afastado das lutas desde dezembro de 2019, Fedor Emelianenko já tem data para retornar à ação. Nesta sexta-feira (25), o Bellator anunciou a realização do primeiro evento da companhia em território russo, que acontecerá no dia 23 de outubro, em Moscou (RUS), e será liderado pelo lendário peso-pesado, que ainda não tem adversário definido.

O anúncio foi feito através de uma coletiva de imprensa virtual, que contou com a participação de Fedor e do presidente do Bellator, Scott Coker. O evento será promovido na ‘VTB Arena’ e contará com a presença de público.

Empolgado para fazer seu retorno ao cage, Fedor abriu a coletiva dizendo-se “pronto para lutar”. Além disso, a lenda do MMA destacou o fato do Bellator promover pela primeira vez um evento na Rússia e o que isso pode representar para seu país natal. Ao ser questionado sobre a escolha de seu próximo adversário, no entanto, o russo, como sempre sereno, deixou a responsabilidade nas mãos do presidente da organização.

“Os fãs russos estão muito empolgados com a ida do Bellator a Moscou. Nós temos muitos fãs ao redor do mundo e os fãs russos estão empolgados por receber o Bellator, assim como os lutadores estão animados por poderem mostrar suas habilidades na arena russa”, declarou Fedor.

Os lutadores russos – e do leste europeu, consequentemente – do plantel do Bellator, por sinal, foram destacados pelo presidente da entidade durante o encontro com os jornalistas, e devem formar grande parte do card que será promovido pela companhia no dia 23 de outubro, em Moscou. Atualmente, a liga conta com dois campeões nascidos na região: o russo Vadim Nemkov, pupilo de Fedor e detentor do cinturão dos meio-pesados (93 kg), e o ucraniano Yaroslav Amosov, que recentemente destronou o brasileiro Douglas Lima e se tornou o novo soberano da divisão dos meio-médios (77 kg).

No MMA profissional desde 2000, Fedor Emelianenko soma 39 vitórias, seis derrotas e um ‘no contest’ (sem resultado) em seu cartel. No auge da carreira, o peso-pesado chegou a ser considerado por muitos como o melhor lutador do mundo peso-por-peso, ostentando uma invencibilidade que parecia impossível de ser quebrada. As atuações e conquistas fizeram do russo uma lenda do esporte, especialmente em seu país natal e no Japão, onde durante anos competiu sob a bandeira do Pride, à época um dos principais eventos do mundo.

Mais em Bellator