Siga-nos
Louis Grasse/PxImages

Entrevistas

Nikolas Motta mostra respeito por Miller em estreia no UFC, mas avisa: “Esperem nocaute”

Depois de uma longa espera, finalmente, Nikolas Motta vai estrear no UFC. E o primeiro compromisso do brasileiro na maior organização de MMA do mundo é especial, já que seu adversário é uma lenda do esporte. Na edição ‘Vegas 48’, que acontece neste sábado (19), o mineiro vai encarar Jim Miller, atleta com mais lutas na história companhia. Contudo, apesar da diferença de experiência, a promessa do MMA não teme o oponente.

Pelo contrário, em entrevista exclusiva à reportagem da Ag. Fight, Nikolas se mostrou ansioso por lutar pela primeira vez no UFC e esbanjou confiança para o duelo de maior importância de sua carreira. A curiosidade é que o brasileiro foi contratado após vencer no reality show ‘Contender Series’, em 2020, mas uma série de problemas adiou sua estreia no Ultimate para 2022. Agora, o mineiro comemorou por entrar em ação e avisou que a espera o deixou mais motivado, mas não esqueceu que terá um oponente complicado.

Nikolas reconheceu que terá um teste e tanto logo em sua primeira luta pelo UFC e pregou respeito por Miller, de 38 anos e que vai para sua 39ª aparição na companhia. Inclusive, o fato do brasileiro receber um adversário renomado pode sugerir que a organização espera algo de sua parte. Sendo assim, o mineiro, que treinou para o duelo na Nova União, junto de Rafael dos Anjos e supervisionado por ‘Dedé’ Pederneiras, garantiu que está preparado para o desafio e disposto a impressionar no octógono. Como é um striker agressivo, poderoso e nove anos mais jovem, a promessa do MMA frisa que tem tudo para superar o veterano de forma impactante.

“A expectativa está ótima. Trabalhei minha vida toda por isso e chegou a minha hora. Estou com muito mais apetite depois de tudo que aconteceu. Não tem segredo. Será ótimo para minha carreira vencer um cara que é uma lenda do esporte e que vai entrar para o ‘Hall da Fama’ em breve. Ele é o cara que mais lutou no UFC, é  brabo mesmo, muito experiente. Mesmo mais velho, ele continua perigoso, mas acredito que minha juventude, agressividade e fome vão fazer a diferença. Estou bem, estou forte. Me vejo com a vitória e quero fazer um lutão. O mais importante é vencer, mas quero um bônus. Vou para a guerra. Os fãs podem esperar nocautes brutais e, se eu não conseguir, vão ser três rounds de luta que todos gostam de ver”, declarou o brasileiro.

Nikolas Motta, de 29 anos, ganhou uma chance de integrar o UFC após participar do reality ‘Dana White Contender Series’. No programa, o brasileiro superou Joseph Lowry por decisão unânime e agradou o líder da organização. No MMA, o mineiro disputou 15 lutas, venceu 12, sendo oito por nocaute, e perdeu três vezes.

Mais em Entrevistas