Siga-nos

Entrevistas

Malhadinho lista potencias rivais e sonha com luta ‘épica’ pelo cinturão do UFC

Um dos principais atletas brasileiros no MMA, Jailton Malhadinho luta em casa, neste sábado (21), contra Shamil Abdurakhimov, em busca de um lugar no top-15 do peso-pesado do UFC, mas está de olho em voos maiores. Tanto que o baiano, empolgado com seu futuro na organização e confiante em seu nível de habilidade, informa já ter em mente quem desafiar para a sequência dos eventos e menciona um grande nome do esporte, caso tudo dê certo, como adversário em uma hipotética disputa de cinturão da categoria.

Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag. Fight (veja acima ou clique aqui), ‘Malhadinho’, invicto no UFC e impressionando com a dominância que exerce sobre os oponentes no octógono, não faz mistério e cita Jairzinho Rozenstruik e Marcin Tybura como potenciais adversários. E a escolha do atleta faz sentido, já que, se vencer Abdurakhimov, deve entrar no top-15 da categoria e, integrando a elite dela, a tendência é que os principais lutadores o reconheçam como um rival digno. Como ‘Bigi Boy’ e ‘Tybur’ são os números nove e dez da divisão respectivamente, o baiano defende a ideia de que uma possível luta com um deles é justa e até necessária.

“Tenho dois nomes aqui que estou estudando. Tybura e Jairzinho. Acho que eles já estão com luta marcada, mas vou esperar. Vou dar uma descansada depois dessa luta. Estou nessa peleja aí, de Contender, UFC, aí luta cai, a luta volta, mas sempre estou preparado. Darei uma descansada para voltar daquele jeitão”, declarou o lutador.

E não para por aí. Caso continue com uma trajetória irretocável no UFC, ‘Malhadinho’, por mais que pregue respeito em relação aos demais atletas, já sonha em disputar o cinturão do peso-pesado. Além de ser lutador, o brasileiro também acompanha o que acontece no MMA e detalha que está curioso para assistir Jon Jones em ação pela primeira vez na categoria. E, por ser fã do americano, o baiano revela que vai torcer por ele na disputa pelo título vago da divisão, contra Ciryl Gane, que acontece em março, em Las Vegas (EUA). No entanto, apesar da admiração que possui por ‘Bones’, Jailton o trata como hipotético adversário e até vislumbra um encontro especial com o ídolo.

“Seria a realização de um sonho. Imagine, lutando com o seu ídolo e ganhando o cinturão? EU ia zerar o game. Tenho certeza que isso vai acontecer. Tomara que ele não se aposente e venha logo. Tomara que aconteça. É como o Gane falou na entrevista, que é fã do Jon Jones e começou a lutar MMA por conta dele. Seria uma luta épica essa”, concluiu.

Jailton Almeida, de 31 anos, é uma espécie de ‘sensação’ do Brasil no MMA. ‘Malhadinho’ iniciou sua trajetória no esporte em 2012 e estreou no UFC em 2022. Pela organização, o atleta disputou três lutas e venceu todas de forma dominante, pela via rápida (duas finalizações e um nocaute). Revelado pelo reality show ‘Contender Series’, o baiano impressionou diante de Anton Turkalj, Danilo Marques e Parker Porter no Ultimate.

Mais em Entrevistas