Siga-nos
exclusivo!
Divulgação/UFC

Entrevistas

Luana ‘Dread’ analisa vitória sobre Poliana Botelho e comemora evolução no jiu-jitsu

Luana Carolina voltou ao caminho das vitórias no UFC Vegas 25. No evento realizado no último sábado (1º), em Las Vegas (EUA), ‘Dread’, como a atleta é conhecida, disputou uma luta equilibrada contra Poliana Botelho e superou a adversária por decisão dividida. Agora, a paulista busca dar continuidade ao bom momento no peso-mosca (57 kg) da organização.

Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag Fight, Luana, que aceitou o confronto faltando um mês para sua realização, explicou que trabalhou duro, mesmo tendo pouco tempo disponível. A paulista ressaltou que conhecia o jogo de Poliana e informou que seu objetivo era cansar a adversária para aproveitar seu condicionamento físico superior. De fato, foi exatamente isso que aconteceu no octógono. Após a mineira controlar os primeiros cinco minutos, ‘Dread’ atacou mais a partir do segundo round e virou o combate.

“Minha preparação foi intensa. Eu sabia que a Poliana é forte no começo da luta. Esse é o ponto forte dela, começar bem, mas o meu ponto forte é a resistência. Quando fiquei por baixo, achei melhor segurar, deixar ela gastar força para conseguir voltar no segundo. A respiração dela estava diferente, senti isso e lutei melhor. Teve um juiz que não deu a luta para mim, mas sabia que tinha vencido. Perdi o primeiro, mas venci o segundo e o terceiro”, analisou ‘Dread’.

No MMA, Luana ficou conhecida por sua qualidade na luta em pé, mas, curiosamente, também utilizou o grappling contra Poliana, principalmente, no terceiro round. Na última parcial, a paulista controlou a mineira no solo, que não conseguiu se desvencilhar e assegurou a vitória. Inclusive, a atleta comemorou sua evolução no jiu-jitsu, uma vez que foi duramente criticada por parte dos fãs em sua última aparição, quando foi finalizada por Ariane Lipski no primeiro round.

“Vim do muay thai, mas treino jiu-jitsu há muito tempo. Recebi críticas por conta da última derrota, mas minha primeira vitória no MMA foi por finalização. Infelizmente, perdi a última dessa forma e isso ficou marcado, mas pude mostrar que meu jiu-jitsu não é ruim. Estarei mais preparada”, concluiu.

Após a realização do UFC Vegas 25, Luana ‘Dread’, de 27 anos, ficou com um registro positivo na organização. Agora, a brasileira soma duas vitórias em três lutas disputadas na companhia. A atleta foi revelada pelo reality ‘Contender Series Brasil’ e estreou na empresa em 2019. No MMA, o cartel da lutadora é composto por sete triunfos e duas derrotas.

Mais em Entrevistas