Siga-nos

Entrevistas

Deiveson Figueiredo revela plano de treinar com Michel Pereira em Las Vegas

Deiveson Figueiredo é um homem em uma missão. No UFC 263, evento realizado em junho, no Arizona (EUA), o brasileiro foi surpreendido e perdeu o cinturão do peso-mosca (57 kg) ao ser finalizado por Brandon Moreno no terceiro round. Desde então, o ex-campeão da categoria, constantemente, pede por uma nova oportunidade de medir forças com o carrasco, mas seu futuro é incerto. De qualquer forma, ‘Daico’ garantiu que sua preparação para a possível trilogia será diferente.

Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag. Fight (clique aqui), Deiveson revelou que deve voltar a lutar em dezembro e que seu adversário pode ser Moreno. No entanto, vale destacar que o ex-campeão do peso-mosca do UFC tem a concorrência de Alexandre Pantoja. Inclusive, o mexicano, número um da categoria, já sinalizou que prefere encarar o atleta natural de Arraial do Cabo do que o paraense.

Disposto a se vingar de Moreno, Deiveson contou que identificou o problema que o impediu de performar no melhor nível em sua última aparição no octógono. Curiosamente, o brasileiro não culpou o corte de peso severo que realizou para permanecer no limite dos moscas. De acordo com o atleta, as obrigações como dono de academia tiraram seu foco da importante luta.

“Estamos em negociação. Tudo indica que vou lutar no ultimo evento do ano, em dezembro. Pedi por isso e espero ser atendido. Espero que me coloquem logo de cara com o Moreno, porque ele tem que me dar a trilogia. Chega do cinturão ficar com ele. É um cara que sempre que vejo me dá raiva. Na hora que eu encontrar ele, até nos bastidores, a gente vai sair na porrada. Só quero treinar e mostrar para ele que aconteceu um problema na minha academia. Quis pagar de empresário muito cedo para um atleta e tenho que focar mais no meu trabalho, na luta, nos treinos. Isso não e para mim ainda. É complicado você ter uma empresa e ter que resolver tudo que acontece de errado. Isso aconteceu no período do camp da luta com ele”, declarou o ex-campeão.

Ainda chateado com a dura derrota para Moreno, Deiveson assegurou seus fãs que já realizou mudanças em sua preparação para a possível trilogia contra o rival. Focado apenas na luta em si, o ex-campeão do peso-mosca frisou que vai treinar em Las Vegas (EUA), justamente, para se afastar de qualquer distração que apareça e contou com o apoio de um amigo. Michel Pereira, que mora nos Estados Unidos, abriu as portas da academia ‘Ocercome Academy’ para recepcionar ‘Daico’ em sua busca por reconquistar o título da categoria.

Antes de aceitar a ajuda do ‘Paraense Voador’, Deiveson informou que visitar a ‘Team Alpha Male’, academia que treinou no passado, estava em seus planos. Entretanto, a boa relação que o mesmo tinha com a equipe ficou abalada, já que os líderes do time recusaram recebê-lo, porque não concordaram em ajudar um lutador que pode enfrentar Cody Garbrandt no futuro. O ex-campeão do peso-galo (61 kg) anunciou a descida para o peso-mosca e já discutiu com o próprio ‘Daico’ e até mesmo com Wallid Ismail.

“Vou corrigir para que não aconteça mais. A gente aprende errando, apanhando. O Wallid falou que não estava na hora de abrir uma empresa e achei que não, que tinha que abrir uma academia. Coloquei um gerente que possa assumir tudo lá. No momento de camp para a luta, não quero saber de nada dentro dali. A prioridade é focar só no treino e depois descansar”, detalhou Deiveson, antes de completar.

“Vou iniciar o camp em Belém do Pará, mas quero ir para Las Vegas para ficar mais focado. Em Las Vegas, temos vários locais. Tem o P.I. (Institudo de Performance do UFC), mas também tem a academia do Michel Pereira, que é boa. Eu até queria ir para a ‘Team Alpha Male’, mas teve a questão do Garbrandt, que quer lutar comigo. Eles não deixaram eu colar lá, ate porque a porrada poderia acontecer na academia”, concluiu.

Deiveson Figueiredo, de 32 anos, vive momento de retomada no UFC. Após emplacar cinco vitorias seguidas e se tornar campeão do peso-mosca, o brasileiro, que sofre para alcançar os 57 kg, possui um empate e uma derrota em suas recentes aparições no octógono, sendo ambas contra Brandon Moreno, seu maior rival.

Atualmente, ‘Deus da Guerra’ se encontra em primeiro lugar no ranking da categoria, abaixo apenas do campeão mexicano. Seu cartel no MMA é composto por 20 triunfos, sendo 17 pela via rápida, duas derrotas, um empate e suas maiores vitórias foram diante de Alexandre Pantoja e Joseph Benavidez (duas vezes).

Mais em Entrevistas