Siga-nos
Maria Suarez

UFC

Sonnen sai em defesa de Dana White após críticas sobre baixos salários no UFC

A política salarial do UFC tem ganhado as manchetes nos últimos meses, sendo alvo de duras críticas por parte de atletas, da ativa ou do passado, jornalistas especializados e desafetos declarados. A queixa se baseia, primordialmente, no suposto baixo repasse dos lucros da organização para as principais estrelas do espetáculo: os lutadores. Mas, apesar do cenário majoritariamente contrário, o Ultimate ganhou um importante defensor nesta batalha de acusações.

Em vídeo publicado no seu canal no ‘Youtube’, Chael Sonnen saiu em defesa do UFC, especialmente do dirigente máximo da entidade, Dana White, que, por sua posição de destaque dentro da companhia, tem sido uma espécie de para-raios no meio de todo o imbróglio. O ex-lutador classificou como injustas as críticas ao mandatário do Ultimate e justificou sua opinião comparando os salários atuais com os valores recebidos pelos atletas na época em que disputou sua primeira luta no octógono mais famoso do mundo.

De acordo com o americano, o UFC paga seis vezes mais para seus atletas, baseando-se apenas no salário mínimo da entidade, do que há 15 anos. Utilizando estes números como defesa para sua tese, o ex-lutador ainda prometeu presentear – com dois ingressos para um evento do Ultimate – qualquer seguidor que comprove uma valorização salarial igual ou maior, no mesmo período de tempo, em outra empresa de qualquer ramo.

“A pessoa que acredita que os lutadores eram explorados e que os lutadores não recebiam o suficiente é o Dana (White). E eles estão agora tentando usar o mesmo argumento que ele apresentou e agindo como se ele estivesse fazendo algo errado. Quando eu lutei pela primeira vez no UFC, o ano era 2005. Eu fui pago dois mil dólares para aparecer e dois mil dólares para vencer. Eu não podia acreditar em quanto dinheiro eu tinha no meu bolso quando peguei aquele cheque. Dois mil dólares em 2005”, defendeu Chael, antes de completar.

“O pagamento mínimo agora é 12 mil dólares. O mínimo agora é seis vezes mais. Eu vou dar dois ingressos para qualquer um que me mostrar qualquer empresa no mundo que está pagando seis vezes (mais) agora do que pagava 15 anos atrás. Se você puder me provar que eles pagam um mínimo de seis vezes o que pagavam a meros 15 anos atrás, eu vou dar a você dois ingressos espetaculares para qualquer (evento do) UFC que você queira ir”, finalizou.

Durante sua carreira, Chael Sonnen teve duas passagens pelo UFC. A mais longa delas entre 2009 e 2013. Apesar de, no total, ter vencido apenas seis lutas durante a segunda passagem, o americano – através, principalmente, de sua capacidade com o microfone nas mãos e da boa relação com a organização – conseguiu disputar um título do Ultimate em três ocasiões, sendo derrotado em todas elas: duas vezes na divisão dos médios (84 kg), contra Anderson Silva, e uma vez pelo cinturão dos meio-pesados (93 kg), diante do então campeão Jon Jones.

Mais em UFC