Siga-nos

Boxe

‘Minotauro’ exalta ‘Spider’ no boxe, mas esfria chance de revanche com Belfort

Depois de mais de 20 anos no MMA profissional, Anderson Silva decidiu se aventurar em uma outra modalidade. No último dia 19 de junho, o ex-campeão do peso-médio (84 kg) do UFC competiu no boxe quando encarou Julio Cesar Chavez Jr, ex-campeão mundial na nobre arte. Mas quem esperava um desafio duro para o brasileiro, se enganou. ‘Spider’ foi soberano no combate e venceu por decisão dos jurados. Quem acompanhou de perto esse triunfo do atleta foi Rodrigo ‘Minotauro’, ex-lutador do Ultimate e seu amigo.

Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag. Fight (clique aqui), o ex-campeão dos pesados do UFC destacou a atuação e o feito que Anderson Silva alcançou com mais essa vitória na carreira. Mas ao que tudo indica, essa não vai ser a última vez que ‘Spider’ vai pisar em um ringue. Pelo menos foi o que adiantou ‘Minotauro’.

“O Anderson mostrou que é fora de série. Muitas gerações vão comentar o feito que ele fez. A maneira que ele lutou surpreendeu. Ele foi soberano todos os rounds. (…) Ele lutou motivado, era um sonho dele, queria lutar boxe. Sempre teve vontade de lutar com o Roy Jones Jr., ter esses desafios. Não foi um desafio fácil. Era um clima hostil. Era que nem jogar futebol na Argentina (risos). (…) Ele falou que talvez sim (faça mais lutas no boxe), era a ideia dele. O boxe estava machucando menos ele. No MMA estava machucando mais. Ele estava gostando de treinar boxe. Acredito que deva fazer outras lutas sim”, explicou ‘Minota’, que atualmente trabalha como embaixador do UFC no Brasil.

Com o cenário positivo para a sequência de carreira de Anderson Silva no boxe, surgiu a possibilidade da revanche diante de Vitor Belfort, desta vez na nobre arte. O ‘Fenômeno’ também vai ingressar na modalidade e, em setembro, encara Oscar De La Hoya. Porém, para ‘Minotauro’, parece que essa hipótese não será levada em questão.

Anderson Silva e Vitor Belfort se enfrentaram em 2011, pelo cinturão do peso-médio do Ultimate, no combate que na época foi denominado a ‘Luta do Século’. Na ocasião, ‘Spider’ acertou um chute frontal no rival e o nocauteou, mantendo seu título.

“Eu coloquei uma mensagem sobre isso e um fã disse que estava querendo ver essa luta, mas o Anderson respondeu: “Só que não”. Acho que o Anderson quer pegar os grandes nomes do boxe, campeões, que acrescentam mais para a carreira dele no boxe. Ele não mostrou interesse não. A equipe deve discutir sobre isso e, com certeza, vão saber a melhor estratégia da carreira dele. Ele não mostrou interesse quando falou. Para responder uma pessoa no meu Instagram é porque não deve interessar”, explicou.

Anderson Silva, de 46 anos, é um dos lutadores mais celebrados nas artes marciais. Em seu auge no MMA, o brasileiro marcou época no UFC. ‘Spider’ conquistou o título do peso-médio logo após sua estreia na liga e o defendeu dez vezes. Não à toa, o veterano é considerado por parte da comunidade das artes marciais mistas o maior nome da história da modalidade. Seus principais trunfos foram diante de Chael Sonnen (duas vezes), Dan Henderson, Demian Maia, Forrest Griffin, Rich Franklin (duas vezes) e Vitor Belfort.

Mais em Boxe