Siga-nos
Louis Grasse/PxImages

UFC

Poirier admite ter ficado impressionado com domínio de Makhachev sobre ‘Do Bronx’

Dustin Poirier tem pela frente Michael Chandler, neste sábado (12), em Nova ‘York (EUA), na luta para recolocá-lo na corrida para disputar o cinturão do peso-leve (70 kg) do UFC, mas, ao mesmo tempo que se prepara para o importante duelo, também aborda a mudança no topo da divisão. Sincero, ‘The Diamond’, ex-campeão interino, enaltece Islam Makhachev, atual detentor do título da categoria, por seu feito em outubro, em Abu Dhabi (EAU).

Em entrevista ao site ‘Yahoo! Sports’, Poirier se mostrou surpreso com a facilidade com que o amigo e parceiro de treino de Khabib Nurmagomedov passou por Charles Oliveira no UFC 280. No evento, Makhachev impressionou ao finalizar ‘Do Bronx’, atleta com mais vitórias por finalização na história da companhia, no segundo round, depois de aplicar um knockdown no mesmo e saiu ileso do combate. Como ‘The Diamond’ sonha em ter o título do peso-leve, naturalmente, já projeta um possível duelo com o representante do Daguestão, em caso de triunfo sobre Chandler, mas reconhece a qualidade do atual campeão da categoria e admite que o cinturão dela está bem entregue.

“Muito impressionado. Ele foi lá e fez o mais suave possível para fazer aquilo. Sem marcas, sem cortes, sem hematomas e ele é o campeão. Foi uma noite doce. Estou muito impressionado com ele. Foi enorme. Nos dias de hoje no MMA, você não pode ser um lutador que tem só uma coisa. Você tem que ser capaz de fazer tudo. Você tem que ser um lutador de MMA e ele mostrou isso. Ele foi lá, machucou Charles e depois o apagou em seu próprio jogo. Esse é o nível mais alto”, declarou o ex-campeão interino do UFC.

Dustin Poirier, de 33 anos, é ex-campeão interino do peso-leve do UFC e um dos atletas mais condecorados na história da categoria. No MMA desde 2009 e no Ultimate dois anos depois, ‘The Diamond’ venceu nomes importantes como Anthony Pettis, Bobby Green, Carlos Diego Ferreira, Conor McGregor (duas vezes), Dan Hooker, Eddie Alvarez, Jim Miller, Justin Gaethje e Max Holloway (duas vezes). Atualmente, o americano é o segundo colocado no ranking da divisão e possui um cartel composto por 28 vitórias, sendo 21 pela via rápida, sete derrotas e um ‘no contest’ (luta sem resultado).

Mais em UFC