Siga-nos
Natassia Del Fischer/PxImages

UFC

Paulo ‘Borrachinha’ bate de frente com UFC: “Anunciaram luta sem eu ter assinado”

Paulo ‘Borrachinha’ se posicionou após a ‘ESPN’ americana informar que Kelvin Gastelum o substituiu para a luta contra Jared Cannonier. De acordo com o brasileiro, sua participação no evento que acontece no dia 21 de agosto, ainda sem local definido, diante de ‘The Killa Gorilla’, não estava certa. Contrariado, o ex-desafiante do peso-médio (84 kg) explicou o motivo que o levou a ficar fora de ação.

Em suas redes sociais (veja abaixo ou clique aqui e aqui), ‘Borrachinha’ condenou a postura do UFC por anunciar um combate que ainda estava sendo negociado nos bastidores. O brasileiro explicou que o motivo que impossibilitou o duelo contra Cannonier de acontecer foi o valor oferecido pela organização, considerado baixo pelo lutador.

‘Borrachinha’ justificou seu posicionamento ao citar a presença dos youtubers Jake e Logan Paul nos esportes de combate. Vale lembrar que as celebridades decidiram se aventurar no boxe e passaram a receber milhões em suas aparições nos ringues. A postura do brasileiro vai de encontro com a de Jon Jones, que entrou em rota de colisão com o UFC por discordar do valor proposto pela companhia para lutar contra Francis Ngannou.

“O UFC precisa me pagar como um lutador principal para me fazer lutar nos eventos principais. Os youtubers estão mostrando toda a desgraça deste negócio. Só para ficar claro, eu nunca assinei ou fechei esse contrato. Por que o UFC anunciou essa luta se você não assinou? Esta é minha pergunta também”, escreveu o brasileiro em sua conta oficial no ‘Twitter’.

‘Borrachinha’ voltou a se posicionar sobre o assunto (veja abaixo ou clique aqui). O mineiro informou que, como ocupa uma posição de destaque no peso-médio do UFC e é um dos nomes mais populares da categoria, merece ser melhor remunerado. Inclusive, o empresário Wallid Ismail, chegou a comentar que as lutas de seu atleta contra Robert Whittaker e Jared Cannonier estavam travadas por conta das negociações.

“E aí, pessoal? Tenho treinado muito duro, todo o tempo, e vocês podem acompanhar. Venho treinando para lutar contra um grande nome em posição similar a minha no ranking do UFC, então o UFC precisa me pagar como tal. Eu também sou um lutador que os fãs querem ver lutar! Eles insistem em pagar até menos que um lutador não ranqueado. Ai não dá né?! Continuarei treinando para trazer aquela luta insana na minha próxima apresentação. Amo vocês”, escreveu o mineiro em sua conta oficial no ‘Instagram’.

Atualmente, Paulo ‘Borrachinha’, de 28 anos, se encontra na segunda posição no ranking do peso-médio do UFC, mas não se apresenta no octógono desde setembro de 2020, quando foi nocauteado pelo campeão Israel Adesanya. No MMA, o brasileiro venceu 13 lutas, sendo 11 por nocaute, e sofreu um revés. Além disso, o mineiro superou nomes importantes do esporte como Johny Hendricks, Uriah Hall e Yoel Romero.

Mais em UFC