Siga-nos
Diego Ribas/PxImages

UFC

Pedro Munhoz elogia Aldo e projeta luta pelo cinturão dos galos em caso de vitória

Em oitavo lugar no ranking do peso-galo (61 kg), Pedro Munhoz tem pela frente um importante duelo no UFC. Na edição de número 265, que acontece no dia 7 de agosto, ainda sem local definido, o paulista vai encarar José Aldo, ex-campeão da companhia, e, em caso de vitória, vai ficar próximo de disputar o título da categoria. Dessa forma, o atleta analisou a aguardada luta e não conteve a euforia.

Em entrevista ao site ‘MMA Junkie’, Pedro mostrou respeito ao enaltecer a carreira de Aldo e prometeu protagonizar uma guerra com o compatriota, já que ambos são conhecidos no esporte por conta da agressividade. De olho na oportunidade de lutar pelo cinturão do peso-galo, o paulista informou que não pensou duas vezes ao aceitar o duelo contra o ex-campeão do peso-pena (66 kg) do UFC.

Pedro explicou que superar um grande nome é a melhor forma de se aproximar do título. Vale lemrar que o paulista já mencionou Aldo como possível adversário e lançou um desafio, quando o ex-campeão do UFC provocou Marlon Moraes após a polêmica batalha que travaram. Na ocasião, o manauara foi derrotado, não aceitou o resultado e, com isso, ‘The Young Punisher’ defendeu seu parceiro de treino na ‘American Top Team’.

“É uma grande luta. Nunca coloquei minha expectativa em lutas, resultados e coisas assim. Gosto de me concentrar em dar o meu melhor, mas isso passou pela minha cabeça muitas vezes, ter aquela vitória impressionante sobre Aldo, definitivamente, dá uma grande credibilidade e me coloca perto de lutar pelo título. Ele é um grande lutador”, declarou Munhoz, antes de completar.

“Sempre assistia as lutas dele, gosto muito do estilo dele. Ele é muito agressivo, assim como eu. Nós procuramos nocautear ou finalizar. Além disso, ele é muito popular no Brasil. Estou muito animado para lutar contra uma lenda, um nome tão grande. Aldo está muito bem e é durável. Suas lutas foram boas. Assisti a todas”, concluiu.

Pedro Munhoz, de 34 anos, voltou a vencer pelo UFC em sua última apresentação. Após duas derrotas seguidas, o brasileiro superou Jimmie Rivera, em fevereiro, por decisão unânime e passou a ocupar a oitava posição no ranking do peso-galo. No MMA profissional desde 2009, o lutador possui 19 vitórias e perdeu cinco vezes. Além de Rivera, seus triunfos de maior destaque foram diante de Cody Garbrandt e Rob Font.

Mais em UFC