Siga-nos
Louis Grasse / PX Images

UFC

Miocic planeja aumentar de peso para possível trilogia com Francis Ngannou

Em março deste ano, Stipe Miocic foi nocauteado por Francis Ngannou e perdeu o cinturão dos pesos-pesados do Ultimate, na luta principal do UFC 260. Quase um mês após o encontro, o americano fez uma avaliação do que precisaria mudar para caso conquiste a revanche diante do camaronês em um futuro próximo. Sem pensar duas vezes, o atleta apontou para a diferença de peso entre ele e seu rival como o grande diferencial no octógono.

Em entrevista ao canal ‘The Pat McAfee Show’, Miocic afirmou que sua meta agora é ganhar mais massa muscular e ficar maior para seus próximos compromissos, principalmente contra Ngannou, camaronês que possui como marcas registradas a força e poder de nocaute. Na pesagem oficial do UFC 260, o atual campeão registrou 13 kg a mais do que o americano ao cravar 119,3 kg, próximo ao limite de 120 kg estipulado pela Comissão Atlética.

“Quero recuperar o que é meu. Vou comer o máximo que puder e ficar grande e forte. Estou tentando chegar a 113 kg. Fiquei com 104 kg da última vez, não porque tentei, mas por causa do treinamento. Eu realmente vou tentar ganhar um pouco de peso, um pouco mais de massa. Me senti bem, mas acho que 9 kg vão ajudar. Vou me sentir muito mais forte e ele é um cara grande (risos). Não há dúvidas sobre isso”, afirmou.

O discurso de Miocic é um alento para seus fãs. Dana White, presidente do UFC, deixou em aberto o futuro do americano após sua derrota para Ngannou, aumentando a especulação sobre uma possível aposentadoria. No entanto, com o desejo de tentar recuperar o cinturão reforçado, seu retorno ao octógono deve ser apenas uma questão de tempo.

“Odeio perder, mais do que ninguém. Sou a pessoa mais competitiva que você já conheceu e ainda estou magoado com isso, mas é o que é. Faz parte do jogo e perdi. Tenho que engolir meu orgulho e voltar a fazer meu caminho”, completou.

Durante sua trajetória no UFC, Stipe Miocic possui o recorde de defesas seguidas de cinturão. O americano manteve por quatro vezes seu título, sendo três de forma consecutiva, feito que ninguém repetiu na franquia. Além disso, o atleta tem o recorde de vitórias em duelos por título na divisão, com seis. Antes de ser superado por Ngannou, o lutador havia derrotado Daniel Cormier duas vezes, sendo a última em agosto de 2020.

Mais em UFC