Siga-nos

UFC

Michel Pereira justifica falta de acrobacias em vitória e aponta para pressão do árbitro

Desde que chegou ao UFC, Michel Pereira segue dando o que falar na comunidade do MMA e muito da fama conquistada no esporte se deve a suas peripécias no octógono. O brasileiro ganhou status por possuir esse diferencial, porém mostrou uma versão diferente no UFC Vegas 17. No evento realizado no último sábado (19), o ‘Paraense Voador’ venceu ‘Khaos’ Williams por decisão unânime, surpreendeu ao não apresentar as conhecidas acrobacias e explicou a mudança de postura.

Na coletiva de imprensa realizada logo após a atração, Michel solucionou a dúvida dos jornalistas e dos fãs a respeito do assunto. O brasileiro mencionou que o fato do octógono do UFC Apex ser menor do que os dos demais shows influencia em sua performance e também culpou a falta de iniciativa do adversário durante o combate. Além disso, o atleta revelou que o árbitro o advertiu em relação ao seu comportamento em cima do ‘cage’.

“Preciso de espaço. Fiz algumas coisinhas, mas não estava na distância certa. O octógono menor atrapalha de fazer meu show e também o árbitro me deu uma pressão em relação as minhas coisas, de tirar um ‘sarro’, falou que poderia tirar um ponto. Muitas coisas influenciaram para não fazer o que faço e também vi que meu oponente não queria lutar. É diferente de quando o cara vem e quer trocar porrada. Ele não veio para lutar e sim esperar por um erro meu. Por isso eu e minha equipe decidimos lutar de forma mais inteligente, com foco e eu tinha gás para isso”, declarou Michel.

Atualmente, Michel Pereira se encontra em boa fase no UFC. Após perder duas lutas seguidas na organização, o brasileiro conviveu com o risco de ser cortado, mas se recuperou e venceu dois combates em sequência. O atleta se encontra fora do top-15 do peso-meio-médio (77 kg), mas, ao superar a promessa ‘Khaos’ Williams, se aproxima do grupo de elite e é um dos candidatos a integrá-lo nas próximas atualizações do ranking.

Mais em UFC