Siga-nos
Louis Grasse/PxImages

UFC

Michael Chandler sai em defesa de Tony Ferguson e questiona suposto declínio do rival

Depois de ostentar uma longa invencibilidade no octógono do Ultimate, que contou com 12 triunfos consecutivos, Tony Ferguson viu sua sequência positiva ser interrompida em maio de 2020, ao ser nocauteado por Justin Gaethje, e desde então não voltou a sentir o sabor da vitória. O ex-campeão interino peso-leve (70 kg) agora soma três derrotas seguidas e muitos já cogitam que o veterano possa estar em declínio na carreira. Noção que é rebatida por um rival de divisão de ‘El Cucuy’.

Ao site ‘MMA Fighting’, Michael Chandler defendeu o rival – que será seu próximo adversário – e colocou a ‘culpa’ dos resultados adversos recentes de Ferguson no alto nível apresentado por seus concorrentes no topo da divisão dos leves. O americano relembrou, inclusive, que ele próprio passa por um momento de instabilidade em relação aos resultados no UFC, vindo de duas derrotas seguidas, e tratou de normalizar a situação.

“Eu diria que o histórico dele até aqui indicaria que talvez ele esteja em declínio, mas você não pode olhar para os registros e dizer que ele perdeu as últimas três lutas. Esses caras mencionados, Charles Oliveira, Justin Gaethje, Beneil Dariush, esses são os top do mundo. Quando nós lutamos contra o topo da divisão, contra os melhores do planeta até 70 kg, você vai vencer algumas, você vai perder outras e, de vez em quando, você vai perder duas em sequência, assim como aconteceu comigo”, comentou Chandler, antes de continuar.

“Eu estou em declínio porque perdi duas seguidas? Perdi uma para Charles Oliveira e depois uma para Justin Gaethje? Eu não sei, ainda falta ver, mas eu vu dizer o seguinte, nós estamos lutando com os melhores do mundo. Eu acho que qualquer um de nós dentro do top 5, top 7 poderia lutar contra qualquer outro e se tornar campeão mundial. Mostra o quão próximos esses caras estão”, concluiu o ex-campeão peso-leve do Bellator.

Michael Chandler e Tony Ferguson se enfrentam no próximo dia 7 de maio, pelo card do UFC 274, que será sediado na cidade de Phoenix, no Arizona (EUA). O vencedor do combate dará adeus à má fase e retomará o caminho das vitórias, visando se reaproximar de uma possível futura disputa pelo título dos leves, atualmente sob posse do brasileiro Charles ‘Do Bronx’.

Mais em UFC