Siga-nos
Natassia del Fischer/PxImages

UFC

McGregor provoca Usman e promete voltar aos meio-médios para desafiá-lo

A ascensão de Kamaru Usman ao estrelato, ao que tudo indica, chamou a atenção de Conor McGregor. Conhecido pela capacidade de promover suas lutas – gerando nos fãs, através de suas declarações, interesse e expectativa que se traduzem diretamente em retorno financeiro – o irlandês parece já ter começado a trabalhar esse aspecto em cima de uma possível futura disputa contra o atual campeão dos meio-médios (77 kg).

Depois de mais uma defesa de título bem-sucedida por parte de Usman, em duelo contra Jorge Masvidal no último sábado (24), pelo UFC 261, McGregor foi às redes sociais para provocar o nigeriano e afirmar ter interesse em subir novamente de divisão para desafiar o lutador africano (veja abaixo ou clique aqui e aqui).

Para apimentar a rivalidade entre eles, o ex-campeão peso-pena (66 kg) e peso-leve (70 kg) do UFC acusou Kamaru Usman de copiá-lo, tanto nas declarações, como nos movimentos de luta. Vale lembrar que a primeira interação mais acalorada entre os dois surgiu após o nigeriano parafrasear uma expressão que ganhou fama através de McGregor (Red Panty Night).

“Usman está copiando até meus golpes agora. Vou lutar com esse cara em algum momento? Eu acho que sim. Ele não pode copiar minhas palavras e meus golpes e não levar um tapa por isso. Eu gosto do 77 (kg). Vai ser meu em breve”, provocou Conor, antes de continuar.

“Eu sou um bloco com 77 (kg), rapaziada. Me dê até o fim do ano nesse peso (até) 70 kg. Eu vou pegar a cinta e depois vou subir novamente. Atrás do ‘green fungus panties’ (risos). ‘Porque qualquer um desses tolos podem pegar’ – Usman”, escreveu o ex-campeão do UFC.

Antes de subir novamente para os meio-médios e tentar destronar Kamaru Usman, Conor McGregor tem outra missão pela frente: reconquistar o cinturão peso-leve do UFC. Para isso, o irlandês precisa vencer Dustin Poirier no dia 10 de julho, no terceiro capítulo da trilogia entre eles, e garantir vaga na próxima disputa de título da categoria, contra o vencedor do duelo entre Charles ‘Do Bronx’ e Michael Chandler, marcado para o dia 15 de maio.

Mais em UFC