Siga-nos
exclusivo!
Divulgação/Bellator

Entrevistas

Neiman Gracie contesta revés no Bellator e cita Michael Page como adversário ideal

Assim como as demais principais companhias de MMA, o Bellator aposta em atletas brasileiros para aumentar sua credibilidade no país e, sendo assim, Neiman Gracie possui papel importante. E se engana quem pensa que o único fator que se destaca no lutador seja seu sobrenome. Atualmente, o faixa-preta de jiu-jitsu é o principal representante da tradicional família no esporte, integra o top-5 dos meio-médios (77 kg) do evento e, ao que parece, está disposto a realizar uma nova campanha para se aproximar do cinturão.

Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag Fight, Neiman, que chegou a ser semifinalista do GP dos meio-médios do Bellator, em 2019, abriu o jogo sobre sua recente aparição na companhia. Em abril, o brasileiro enfrentou Jason Jackson e, em caso de vitória, poderia desafiar Douglas Lima, campeã da categoria na sequência. Contudo, o especialista em jiu-jitsu foi surpreendido, acabou derrotado por decisão unânime e o resultado gerou discussão na comunidade do MMA.

Na ocasião, Neiman foi superior no primeiro round e quase finalizou o adversário, que resistiu aos ataques no solo. Em seguida, Jackson frustrou o grappling do oponente e pontuou em pé, na base do volume. Com o placar empatado, a decisão foi para o terceiro assalto, no qual o brasileiro mostrou cansaço, mas se esforçou. De acordo com o grappler, os juízes laterais o prejudicaram nas duas últimas parciais. Chateado com a segunda derrota no MMA, o atleta revelou que pediu uma revanche imediata ao Bellator, mas, caso não receba a luta, já possui um novo alvo em mente.

“Não concordei. Eu achei que venci aquela luta, mas agora já foi. Bola para a frente e vamos para a próxima. Talvez, não devo ficar fazendo guarda por muito tempo. Mesmo que o único que atacando seja eu. Com certeza, saio fortalecido. Aprendi muito nessa derrota e tenho certeza que essa luta vai me ajudar muito para próxima. Já pedi a revanche, mas meu adversário não quer. Quero lutar contra os melhores da minha divisão. Acho que uma luta legal seria contra o Michael Page”, declarou Neiman.

A pedida de Gracie faz sentido. Atualmente, o brasileiro se encontra em quarto no ranking dos meio-médios do Bellator, enquanto Michael Page é o segundo na tabela de classificação. Apesar de ser talentoso na trocação, o inglês ainda é considerado uma incógnita para parte dos fãs, uma vez que enfrentou poucos atletas de elite em sua carreira.

Apesar de concordar que ‘MVP’ precisa mostrar mais no cage, o faixa-preta de jiu-jitsu evitou a polêmica ao elogiar o possível adversário. Inclusive, Neiman indicou que uma vitória sobre o inglês pode representar um atalho para lutar pelo título dos meio-médios do Bellator.

“Page é um lutador muito perigoso. Talvez, ele seja o striker mais perigoso da categoria, mas ainda tem que se provar contra os tops da divisão. Tenho planos de lutar pelo cinturão ainda esse ano. Se tudo correr como planejado, vou conseguir disputar o título esse ano. Minha relação com o Scott Coker e com todos do Bellator é muito boa”, concluiu.

Neiman Gracie, de 32 anos, começou sua trajetória nos esportes do combate no jiu-jitsu, área na qual é faixa-preta. Em 2013, o carioca estreou pelo MMA, modalidade em que disputou 12 lutas, venceu dez, sendo nove por finalização, e perdeu duas vezes. Seu triunfo de maior destaque no Bellator foi diante de Jon Fitch, ex-UFC.

Mais em Entrevistas