Siga-nos
Louis Grasse/PxImages

UFC

McGregor crava que lutará pelo título dos leves do UFC contra ‘Do Bronx’ ou Poirier

Tudo indica que o cenário do peso-leve (70 kg) do UFC ficará ainda mais indefinido. Atualmente, Beneil Dariush, Islam Makhachev e Justin Gaethje se encontram no top-5 da categoria e disputam o status de desafiante número um ao título, porém Conor McGregor ignora o trio e, mesmo em má fase na carreira, se coloca à frente dos demais competidores.

Em suas redes sociais (veja abaixo ou clique aqui), ‘Notorious’, que ainda se recupera da lesão sofrida na perna durante a trilogia com Dustin Poirier, realizada em julho, afirmou que lutará pelo título do peso-leve do UFC em seu retorno ao octógono, contra o vencedor do combate entre o campeão Charles ‘Do Bronx’ e ‘The Diamond’, seu grande rival, válido pela edição de número 269, que acontece em dezembro.

Vale destacar que, atualmente, McGregor perdeu duas lutas seguidas, passou a ocupar a nona posição no ranking da categoria e a conviver com questionamentos de parte dos fãs em relação ao seu futuro no MMA. No entanto, o astro irlandês garantiu que a má fase profissional é passageira e prometeu que 2022 será o ano de sua redenção no esporte.

“Oi pessoal, aqui vai… cliques e coisas do tipo. Seu chefe e tudo mais. O Mac. Papai Noel. Estou enfrentando quem diabos tiver esse título dos leves a seguir. Lide com isso. Tire os óculos e marque a trilogia ‘inacabada’. Lide com isso também. O restante mencionado, depois disso. Lide. Com. Isto”, escreveu o ex-campeão do UFC em sua conta oficial no ‘Twitter’.

Mesmo em má fase na carreira, Conor McGregor, de 33 anos, é o principal nome do UFC. Dois anos após sua estreia na organização, o irlandês se transformou em um fenômeno do MMA e conquistou o cinturão do peso-pena, em 2015, e do peso-leve, em 2016. Seus triunfos mais marcantes foram contra Chad Mendes, Donald Cerrone, Dustin Poirier, Eddie Alvarez, José Aldo, Max Holloway e Nate Diaz. Atualmente, o atleta ocupa a nona posição no ranking dos leves e possui um cartel composto por 22 vitórias, sendo 20 pela via rápida e 19 delas por nocaute, e seis derrotas.

Mais em UFC