Siga-nos
Louis Grasse/PxImages

UFC

Sonnen reprova ‘Durinho’ vs Chimaev e menciona veterano como rival do sueco

Após impressionar parte da comunidade do MMA em sua última aparição no UFC, realizada em outubro, em Abu Dhabi (EAU), Khamzat Chimaev ainda não sabe quem será seu próximo adversário. Como o sueco, promessa do esporte, segue rumo ao topo dos meio-médios (77kg), a imprensa especializada especula que Gilbert Burns possa testá-lo no octógono e os próprios atletas se posicionam a favor do duelo. Contudo, Chael Sonnen possui uma visão diferente.

Em seu canal oficial no ‘YouTube’, Sonnen não titubeou ao condenar a possibilidade do UFC oficializar uma hipotética luta entre Chimaev e ‘Durinho’. De acordo com o comentarista, não há necessidade de apressar o desenvolvimento do sueco na companhia, o colocando para enfrentar o ex-desafiante ao título dos meio-médios, que quase nocauteou o campeão Kamaru Usman. Por outro lado, o veterano citou Neil Magny como um oponente na medida para testar o atual nível de habilidade de ‘Borz’. Vale destacar que o americano foi um dos poucos integrantes do top-15 da categoria que topou o desafio feito pelo europeu.

“Se você estiver errado sobre Chimaev e queimá-lo muito cedo, o que você faz? Você o coloca de volta no lugar que está agora, que é um candidato em potencial, só que não terá a mesma empolgação ou entusiasmo porque já foi colocado para disputar o cinturão e terminou em segundo? Você tem que ter cuidado com a forma como joga. A maioria dos caras tem que pegar o que puder, quando puder. Se você tentar jogar este jogo de construção, você ficará quebrado e eles podem te liberar. Não funciona. Chimaev é uma dessas exceções”, declarou Sonnen, antes de completar.

“Ele tem muitas agulhas para mover no caminho até o topo e o cara atual no topo é o lutador número um peso-por-peso do mundo. Por que queimar? Isto é não, ‘Durinho’. Não para ‘Durinho’ e Chimaev. Se você ouvir isso em qualquer lugar, não apoie, não faça campanha, não compartilhe. Acabe com isso. Você deve isso ao ‘Durinho’. Magny deveria ganhar essa luta. Magny deveria ter essa luta por um motivo e é porque ele quer. Outros caras foram claros em dizer que aceitariam, mas nenhum deles disse que queria, nenhum. Magny não apenas disse que queria, mas também expôs que deveria receber a luta. Esse é um desafio muito diferente. Magny deveria lutar”, concluiu.

No UFC desde 2014, Gilbert ‘Durinho’, de 35 anos, atravessou seu melhor momento na organização entre 2018 e 2020, quando emplacou uma sequência de seis vitórias e disputou o título dos meio-médios. Atualmente, o brasileiro se encontra na segunda posição no ranking da categoria e possui triunfos marcantes sobre Demian Maia, Gunnar Nelson, Stephen Thompson e Tyron Woodley. No MMA, o atleta levou a melhor em 20 lutas e perdeu quatro vezes.

Invicto no MMA, Khamzat Chimaev, de 27 anos, possui quatro lutas no UFC e já se encontra em décimo lugar no ranking dos meio-médios. O sueco estreou pela organização em 2020 e, até o momento, suas vítimas nela foram John Phillips, Rhys McKee, Gerald Meerschaert e Li Jingliang em sequência. A curiosidade é que ‘Borz’ venceu os dez combates que disputou na carreira pela via rápida (seis por nocaute e quatro por finalização), estatística que prova sua dominância quando atua.

Neil Magny, de 34 anos, vive bom momento no UFC e ocupa a oitava posição no ranking dos meio-médios. Apesar de não ter o devido reconhecimento por parte dos fãs, o americano possui números expressivos na categoria. ‘The Haitian Sensation’ é o terceiro atleta que disputou mais lutas na história da divisão e é o segundo maior vencedor dela. Seus principais triunfos no MMA foram sobre Carlos Condit, Erick Silva, Geoff Neal, Hector Lombard, Johny Hendricks, Kelvin Gastelum, Li Jingliang, Robbie Lawler e Tim Means.

Mais em UFC