Siga-nos
Scott Garfitt / PxImages

UFC

Leon Edwards é retirado do ranking dos meio-médios do UFC por inatividade

Depois de chegar perto de garantir uma disputa de título na divisão dos meio-médios (77 kg), Leon Edwards viu a pandemia do novo coronavírus e a dificuldade de agendar seu próximo compromisso atrapalharem seus planos de forma significativa. Para completar, nesta quinta-feira (22), o lutador inglês teve seu nome retirado do ranking da categoria por inatividade, como o próprio confirmou ao site ‘BJPenn.com’.

Com oito vitórias seguidas na organização, o meio-médio ocupava a terceira posição no ranking da divisão e vinha encontrando dificuldades para fechar sua próxima luta. Sem lutar desde julho de 2019, Edwards tinha encontro marcado com o ex-campeão da categoria Tyron Woodley, originalmente marcado para liderar o card do UFC Londres, que aconteceria no dia 21 de março deste ano. No entanto, o evento acabou cancelado por causa da pandemia, que também tornou impossível a saída do atleta inglês de seu país para competir nos Estados Unidos.

Durante o período em que estava impossibilitado de competir em razão da pandemia, Edwards viu o topo da divisão dos meio-médios sofrer algumas mudanças, como a ascensão do brasileiro Gilbert ‘Durinho’. Sem aceitar encarar um lutador de pior ranking e com as principais figuras da categoria já encaminhadas com novos compromissos, o inglês – já com a possibilidade de voltar ao octógono – se viu sem adversário.

Vale lembrar que, recentemente, o meio-médio foi desafiado por Stephen ‘Wonderboy’ Thompson – que ocupava a quinta posição no ranking da divisão -, mas recusou o chamado por considerar um passo atrás em sua carreira. Portanto, a retirada do nome de Edwards da classificação da categoria pode ser encarada também como uma forma do UFC pressionar o atleta para que suas propostas sejam aceitas, já que agora ele não possui mais seu posicionamento na lista top 15 como vantagem nas negociações.

No MMA profissional desde 2011, Leon Edwards soma 18 vitórias e três derrotas em sua carreira. O meio-médio não sofre um revés desde 2015, quando foi superado por Kamaru Usman, atual campeão da divisão. Desde então, o inglês engatou uma sequência de oito triunfos no octógono do UFC.

Mais em UFC