Siga-nos
Diego Ribas/PxImages

UFC

Justin Gaethje culpa Dana White por indefinição na categoria dos leves do UFC

Considerada por muitos como a mais forte do UFC, a divisão dos pesos-leves (70 kg) vive uma verdadeira indefinição quanto à próxima disputa de título. Com o campeão Khabib Nurmagomedov anunciando sua aposentadoria em outubro do ano passado, a organização ainda não definiu quando, ou se, vai destituí-lo do cinturão e, consequentemente, quais serão os protagonistas do próximo combate válido pela cinta da categoria.

Com o retorno de Khabib cada vez mais improvável, o Ultimate via com bons olhos um possível confronto entre Dustin Poirier e Michael Chandler, que venceram Conor McGregor e Dan Hooker, respectivamente, no UFC 257, realizado em janeiro deste ano. Porém, a possibilidade de um duelo entre eles foi prontamente descartada por Dustin, que alegou que o ex-campeão do Bellator não mereceria enfrentá-lo em uma disputa de título por ter apenas um combate dentro do principal evento de MMA do mundo.

A postura de Poirier, apesar de polêmica, não surpreendeu a Justin Gaethje, rival de divisão do peso-leve. Ao site ‘MMA Junkie’, o ex-campeão interino dos leves sugeriu que a recusa do colega se deu por uma atitude tomada por Dana White em 2020, indicando que o presidente do UFC é o verdadeiro culpado pelo momento conturbado pelo qual a categoria passa.

“A razão pela qual isso está acontecendo com Poirier é porque Dana White usou, ele tentou, ele fez, ele f*** Tony (Ferguson) e Dustin. Ele disse f*** vocês, eu vou pegar o Chandler e ele vai ser o suplente nessa luta do título. Isso tudo aconteceu quatro meses atrás. Nós somos humanos, nós temos princípios, temos moral, e isso é o que é. É por isso que Dustin Poirier está dizendo (que não vai lutar com Chandler). Bom, eu suponho. Eu não converso com o cara”, explicou Justin Gaethje, antes de completar.

“Ele não c*** apenas no Dustin Poirier. Ele não c*** apenas no Tony Ferguson. Ele c*** em cada lutador que quer fazer isso de forma correta e quer integridade no esporte, e é por isso que Dustin Poirier está falando desse jeito. Essa é a verdade. Você lembra quão chateados Tony e Dustin ficaram quando eles não casaram aquela luta (no UFC 256). Eu só sei que é por isso que Dustin está falando o que está falando, e é por isso que ele não vai lutar com Chandler pelo cinturão agora porque eles fizeram essa m*** em outubro”, afirmou o americano.

Dustin Poirier e Tony Ferguson estavam em negociações para competir no UFC 256, realizado em outubro de 2020, mesmo card onde Khabib Nurmagomedov e Justin Gaethje duelariam pelo cinturão linear dos leves. Porém, por uma discordância financeira entre os lutadores e a entidade, o duelo não saiu do papel. Com isso, o Ultimate escalou como suplente da disputa de título o então recém-contratado Michael Chandler, que chegou com status de grande reforço do ano para o plantel da liga, após passagem vitoriosa no Bellator, fato que pode ter causado o mal-estar entre os atletas.

Mais em UFC