Siga-nos
Diego Ribas/PxImages

UFC

José Aldo relembra convivência com McGregor em turnê mundial e crava: “É gente boa”

Ao longo de sua carreira, José Aldo viveu momentos marcantes e, de acordo com o próprio, um deles aconteceu em 2015. Na ocasião, o manauara, que era campeão do peso-pena (66 kg) do UFC, praticamente rodou o mundo em turnê com Conor McGregor para promover a luta entre eles e sofreu ao lidar com o ‘trash talk’ do rival. Sendo assim, parte dos fãs brasileiros tratou ‘Notorious’ como uma espécie de inimigo número um do país, porém o ‘Rei do Rio’, hoje aposentado, depois de anos, revelou que possui certo carinho pelo algoz e que o sentimento ruim ficou para trás.

Na época, Aldo enfrentaria McGregor no UFC 189 e o ponto mais alto da rivalidade aconteceu na coletiva de imprensa realizada na Irlanda. Nela, Conor, empolgado por estar na frente de seus fãs, aproveitou um descuido de José e tomou o cinturão de sua mesa, fato que incomodou o campeão do período. Como o brasileiro se lesionou, a luta ocorreu apenas no UFC 194, em dezembro, e terminou em 13 segundos, com o triunfo de ‘Notorious’ por nocaute. Ao participar do podcast ‘Connect Cast’, o ‘Rei do Rio’ relembrou a experiência e surpreendeu. O atleta contou que o algoz se transformava para as câmeras para promover o duelo e que mais ria do que se irritava com ele.

“Eu achava muito engraçado. Nunca tinha passado por isso. Aí, do nada, o cara ficava falando, fazia gesto para mim, aí pensei, ‘O que essa p*** quer?’. A gente passou um mês viajando. Foi muito engraçado. O cara bebe muito também. Acho que até gasolina deve beber. Era muito mais o jeito dele tentar fazer o negócio, promover. Fomos finalizar na Irlanda. Quando ele pegou o cinturão, parei até de falar inglês, mas depois ele ficava rindo. Hoje em dia, é tranquilão. Ele é gente boa, porque ele entende o outro lado sim. Ele entende a pessoa, mas é um cara de visão. Ele consegue visualizar ali onde pode arrancar a oportunidade”, declarou o ex-campeão do UFC.

Aposentado, José Aldo, de 36 anos, é uma lenda do MMA. O brasileiro estreou pelo UFC em 2011, foi campeão do peso-pena e disputou o título do peso-galo (61 kg). No esporte, o atleta venceu 31 lutas e perdeu oito vezes. Seus principais triunfos foram sobre Chad Mendes (duas vezes), Chan Sung Jung, Cub Swanson, Frankie Edgar (duas vezes), Jeremy Stephens, Kenny Florian, Marlon Vera, Mike Brown, Pedro Munhoz, Renato Moicano, Ricardo Lamas, Rob Font e Urijah Faber.

Mais em UFC