Siga-nos
Alejandro Salazar/PxImages

UFC

‘Borrachinha’ provoca e se gaba por fazer Chimaev não bater o peso: “Roubei tudo dele”

Tudo indica que Paulo Costa não vai parar de atacar Khamzat Chimaev tão cedo. Apesar da dupla não integrar a mesma divisão, ‘Borrachinha’ provoca o russo de tudo que é jeito. Em setembro, em Las Vegas (EUA), o brasileiro discutiu com ‘Borz’ no Instituto de Performance do UFC e por pouco a briga não aconteceu. Como possui apenas uma luta em seu contrato com a organização, o atleta escancara o interesse em ter o rival como oponente.

Tanto que ‘Borrachinha’ se mostra disposto a irritar Chimaev e segue na ofensiva. O brasileiro até fez questão de lembrar do drama vivido por ‘Borz’ no UFC 279. Originalmente, Khamzat enfrentaria Nate Diaz, mas, como extrapolou o limite de peso dos meio-médios (77 kg), saiu do duelo e acabou lutando com Kevin Holland. Como a confusão no Instituto de Performance aconteceu dias antes da participação do russo no evento, o mineiro afirmou que foi o verdadeiro culpado por ele falhar na balança, pois o intimidou no encontro. Dessa forma, Paulo se gaba e, novamente, se coloca à disposição do rival para um acerto de contas no octógono.

“Chimaev, porque ele está em alta. Roubei um pouco de seu hype, seu sono, seu boné, sua luta principal. Eu roubei tudo. Chimaev, você precisa fazer alguma coisa, seu filho da p***. Roubei tudo o que você tinha. Seu boné, sua noite de sono, sua pesagem. Você está perturbado, louco. ‘Eu não posso fazer isso, eu vou morrer’. Então, acho que preciso lutar com esse cara. Com certeza, ele não bateu o peso por minha causa. Ele ficou tão bravo, tão estressado. Ele desistiu. Ele desistiu, com certeza. Roubei tudo dele. Hype, alma, noite de sono, luta principal, seu boné. Faça alguma coisa”, declarou o lutador, em entrevista ao site ‘MMA Fighting’.

Paulo Costa, de 31 anos, é um dos principais lutadores brasileiros no UFC. O atleta, dono de um estilo de luta empolgante, ficou conhecido no esporte por conta do poder de seus golpes e de seu porte físico acima da média para atuar no peso-médio (84 kg). ‘Borrachinha’ iniciou sua trajetória no MMA em 2012 e estreou no Ultimate em 2017. Pela companhia, o mineiro realizou oito combates, venceu seis deles, disputou o título da categoria e perdeu duas vezes. Seus triunfos mais importantes foram sobre Johny Hendricks, Luke Rockhold, Uriah Hall e Yoel Romero.

Mais em UFC