Siga-nos
Leandro Bernardes/PxImages

UFC

‘Durinho’ analisa chance de novo ‘title shot’ e contesta Edwards e Covington

Apesar da derrota em sua ultima luta, realizada em fevereiro, em Las Vegas (EUA), Gilbert Burns permanece em posição de destaque nos meio-médios (77 kg) do UFC. Agora, ‘Durinho’ se prepara para enfrentar Stephen Thompson na edição de número 264, que acontece no dia 10 de julho, no mesmo local, e tem conhecimento de que uma vitória pode proporcionar a revanche contra o campeão Kamaru Usman. Contudo, dois atletas são seus principais concorrentes.

Em entrevista ao canal do ‘YouTube’ ‘SCMP MMA’, ‘Durinho’ analisou as chances de se tornar desafiante dos meio-médios do UFC novamente e surpreendeu. De acordo com o brasileiro, a tendência é que a vitória faça Thompson enfrentar Usman pelo título da categoria, mas que não deve ser o bastante para lhe dar uma nova chance diante do campeão. Vale lembrar que o niteroiense assustou o nigeriano no primeiro round, mas acabou nocauteado pelo ex-parceiro de treino no terceiro round.

Além de ter Thompson como adversário no octógono, ‘Durinho’ também possui a concorrência de Colby Covington e Leon Edwards na corrida pela disputa do título dos meio-médios. O americano conta com o apoio de Dana White, líder do UFC, e o inglês possui uma sequência invicta de dez combates, sendo nove vitórias. Contudo, o brasileiro sinalizou que não é justo a dupla estar na sua frente e justificou seu posicionamento ao lembrar que ‘Chaos’ não luta desde setembro de 2020 e ‘Rocky’ passou por Nate Diaz sem impressionar os fãs.

“Se eu perder sim. Se eu ganhar, não acho. Thompson é um oponente muito perigoso. Depende da performance. Hoje, o esporte é sobre isso, como você performa. Edwards perdeu a chance, porque não conseguiu acabar com a luta. Ele não estava com fome. Não estou criticando. Ele lutou bem e é um lutador inteligente, mas não define. Se você ganhar por pontos, é bom para você. Você ganha mais dinheiro, melhora, fica famoso, mas os fãs querem violência”, declarou ‘Durinho’, antes de completar.

“Eles ficam loucos com nocautes. Ele perdeu a chance de lutar pelo cinturão com aquela performance. Se eu ou Thompson conseguirmos um grande resultado, estaremos próximos do título. Tenho que vencer pela via rápida. Uma vitória dominante vai me colocar como número um de novo. Covington não fez nada para ser o número um. Talvez, eu tenha que enfrentar Edwards depois”, concluiu.

A curiosidade é que Colby Covington, Gilbert Burns e Leon Edwards já enfrentaram Kamaru Usman e foram derrotados. Inclusive, o nigeriano foi o último profissional que superou o trio. ‘Chaos’ e ‘Durinho’ lutaram pelo cinturão dos meio-médios do UFC e acabaram nocauteados pelo campeão no quinto e terceiro rounds, respectivamente. Já ‘Rocky’ encarou ‘The Nigerian Nightmare’, em 2015, e levou a pior por decisão unânime.

Mais em UFC