Siga-nos
Leandro Bernardes/PxImages

UFC

Do Bronx projeta temporada com revanche contra Makhachev no final do ano em São Paulo

Ao que parece, Charles Oliveira ainda não esqueceu a dura derrota sofrida em sua última aparição no octógono. Em outubro, em Abu Dhabi (EAU), ‘Do Bronx’ disputou o cinturão vago do peso-leve (70 kg) do UFC contra Islam Makhachev e levou a pior no combate. Mas o brasileiro explicou que o resultado adverso diante do amigo e parceiro de treino de Khabib Nurmagomedov foi um mero acidente e avisou que apenas perdeu uma batalha, mas não a guerra.

Em uma sessão de perguntas e respostas com jornalistas e fãs, realizada na última sexta-feira (20) e que contou com a presença da reportagem da Ag. Fight, ‘Do Bronx’ revelou que, apesar do período de descanso para se recuperar das lesões e do revés, o desejo de ter a revanche contra Makhachev permaneceu vivo. Tanto que, no planejamento de Charles, basta apenas uma vitória sobre um lutador de valor para receber uma nova chance de disputar o cinturão do peso-leve com o russo, caso este permaneça como campeão da categoria. Vale lembrar que o brasileiro foi até Abu Dhabi, reduto de Islam, enfrentá-lo e pagou o preço ao ser finalizado, mesmo sendo o maior finalizador da história do UFC. Agora, o paulista já expressa o interesse em se vingar do carrasco em sua casa, no final da temporada.

“Tive dez minutos de uma noite ruim. Não mudaria nada para lutar com o Makhachev. Isso vai acontecer de novo. Pode ter a maior certeza do mundo. Isso vai acontecer. Temos que pensar nas coisas, se apegar em Deus e fazer acontecer. Vou lutar em abril, maio, não importa contra quem, Deus vai me abençoar e vou vencer. Aí, no final do ano, vou fazer minha revanche com o Makhachev. Falando em próxima luta, temos que pensar com a razão. Quem é o próximo cara, o cara que vai vender, o cara que o UFC quer que seja, que vencer lute pelo título. O tempo é esse abril, maio e, vencendo, Deus me abençoando, quem sabe a revanche aqui no Brasil, em São Paulo? Seria um final do ano dos sonhos”, declarou o ex-campeão do UFC.

Charles Oliveira, de 33 anos, foi finalizado por Islam Makhachev em sua luta mais recente no UFC, porém permaneceu sendo um dos melhores lutadores do peso-leve. Na sequência de 11 triunfos que chegou a emplacar, ‘Do Bronx’ impressionou ao vencer grandes nomes do MMA como Dustin Poirier, Jim Miller, Justin Gaethje, Kevin Lee, Michael Chandler e Tony Ferguson. Atualmente, o brasileiro é o primeiro colocado no ranking da categoria e é dono de um cartel composto por 33 vitórias, sendo 30 pela via rápida, nove derrotas e um ‘no contest’ (luta sem resultado).

Mais em UFC