Siga-nos
Dan Wainer/PxImages

UFC

Dillashaw elogia Sandhagen e busca recuperar tempo perdido no UFC após doping

Neste sábado (24), TJ Dillashaw faz seu aguardado retorno ao UFC. Após testar positivo para a substância proibida ‘EPO’, em 2019, o ex-campeão do peso-galo (61 kg) recebeu uma suspensão de dois anos aplicada pela USADA (agência antidoping americana) e a cumpriu sem qualquer tipo de questionamento. Agora, o atleta encara Cory Sandhagen, em Las Vegas (EUA), e está radiante por subir, novamente, no octógono.

Em entrevista à ‘ESPN’ americana, Dillashaw elogiou Sandhagen e relembrou os tempos que tinha o atual adversário como parceiro de treino. Vale lembrar que os atletas trabalharam juntos na ‘Elevation Fight Team’. Inclusive, o ex-campeão do peso-galo do UFC revelou que ‘The Sandman’ teve o papel de emular Dominick Cruz nos sparrings para o duelo que aconteceu em 2016. A curiosidade é que Cruz, Dillashaw e Sandhagen têm como principais características a agilidade e constante movimentação no octógono.

“Eu usei muito Sandhagen como parceiro de treino para minha luta contra Cruz por causa do footwork e da movimentação dele. Ele é realmente melhor nisso e acho que ele tem um footwork melhor e mais eficaz do que Cruz. Ele tem mais propósito”, comparou Dillashaw.

Com fome de luta depois de ficar dois anos afastado do esporte, o ex-campeão do peso-galo já adiantou que deseja recuperar o tempo perdido no UFC. A imprensa especializada especula que o vencedor do duelo entre Dillashaw e Sandhagen seja o próximo desafiante ao título da categoria, mas o veterano trabalha com outra possibilidade. Caso a revanche entre Aljamain Sterling, atual número um da divisão, e Petr Yan demore a acontecer, ‘Viper’ possui um alvo em mente.

“Eu gostaria de pegar o cinturão de volta o mais rápido possível, mas se Sterling precisar tirar mais tempo por causa do pescoço, eu posso lutar com outra pessoa. Eu não quero esperar muito tempo. Vou lutar contra Font, com os caras que estão no top-5 se for preciso. Sterling e Yan vão sentar e esperar muito tempo”, concluiu.

TJ Dillashaw, de 35 anos, é um dos lutadores mais condecorados da história do peso-galo do UFC. O americano foi campeão da categoria duas vezes, em 2014 e 2017. Desde 2011 na organização, o atleta disputou 16 lutas, venceu 12, sendo sete por nocaute, e perdeu quatro vezes. Seus triunfos de maior destaque foram diante de contra Cody Garbrandt (duas vezes), John Lineker, Raphael Assunção e Renan ‘Barão’ (duas vezes).

Mais em UFC