Siga-nos
Leandro Bernardes/PxImages

UFC

Deiveson Figueiredo sofre lesão no olho e perde título do UFC para Brandon Moreno

A rivalidade entre Deiveson Figueiredo e Brandon Moreno terminou mal e quem levou a pior foi o brasileiro. No UFC 283, evento realizado neste sábado (21), no Rio de Janeiro (RJ), o brasileiro colocou o cinturão do peso-mosca (57 kg) em jogo na quarta luta contra o rival e, mesmo atuando em casa, foi derrotado após receber uma dedada involuntária. E a interrupção do combate por parte da equipe médica e do árbitro Herb Dean, que decretou a vitória do mexicano, gerou revolta no público, que vaiou de forma incessante os profissionais.

Com a segunda derrota para Moreno, Deiveson se mostrou resignado e decretou o fim de sua trajetória no peso-mosca do UFC. Agora, o brasileiro, ex-campeão da categoria, anunciou a migração definitiva para o peso-galo (61 kg), algo que já flertava. Por outro lado, Moreno, que já foi campeão linear até 57 kg e tinha o cinturão interino da divisão, voltou a ocupar o topo do peso.

Deiveson Figueiredo, de 35 anos, fechou seu ciclo no peso-mosca como um dos grandes lutadores da história da categoria, sendo bicampeão dela no UFC. Na maior organização de MMA do mundo desde 2017, o brasileiro possui 14 lutas, com dez vitórias, três derrotas e um empate. Seus principais triunfos foram sobre Alex Perez, Alexandre Pantoja, Brandon Moreno, Jarred Brooks, John Moraga, Joseph Benavidez (duas vezes) e Tim Elliott.

A luta

Como era de se esperar, o quarto combate entre Deiveson e Moreno foi equilibrado. Enquanto o brasileiro optou por manter a luta em pé, Brandon deixou claro que iria buscar o duelo no solo. Tanto que o mexicano conseguiu levar o rival para baixo logo cedo, mas ‘Daico’ se recuperou. Após golpes trocados em pé, Moreno tentou mais uma queda, porém, dessa vez, Deiveson estava atento e tentou atacar a perna do desafeto, mas sem sucesso.

No início do segundo round, Deiveson defendeu um chute de Moreno, agarrou o pé do mesmo e quedou, mas não conseguiu manter a posição. Na trocação, o brasileiro acertou um belo direto no desafeto. Levando a pior em pé, Moreno tentou a queda, mas o paraense reverteu e tentou finalizar a luta via guilhotina, mas Brandon resistiu. Por cima, o mexicano tentou causar danos no inimigo via ground and pound, mas não teve tempo suficiente.

No terceiro round, a luta seguiu tensa, mas com Moreno protagonizando o momento mais agudo. Em um potente ataque, Deiveson reclamou de ter recebido uma dedada no olho por parte do rival e, na sequência, caiu. Por cima, o mexicano adotou uma postura mais agressiva e atacou de forma feroz. Em situação delicada, ‘Daico’ resolveu travar o combate para se recuperar. Como o olho de Deiveson fechou por conta do soco, a equipe médica e o árbitro Herb Dean decidiram interromper o duelo e, dessa forma, o mexicano voltou a ser campeão do peso-mosca do UFC.

Resultados do UFC Rio:

Brandon Moreno venceu Deiveson Figueiredo por nocaute técnico no 3º round;
Gilbert ‘Durinho’ finalizou Neil Magny no 1º round;
Jéssica Andrade venceu Lauren Murphy por decisão unânime;
Johnny Walker nocauteou Paul Craig no 1º round;
Ihor Potieria nocauteou Maurício ‘Shogun’ no 1º round;
Bruno ‘Hulk’ nocauteou Gregory ‘Robocop’ no 1º round;
Thiago Moisés finalizou ‘Melk’ Costa no 2º round;
Gabriel ‘Marretinha’ finalizou Mounir Lazzez no 1º round;
Jailton ‘Malhadinho’ venceu Shamil Abdurakhimov por nocaute técnico;
Cody Stamann venceu Luan Lacerda por decisão unânime;
Ismael ‘Marreta’ nocauteou Terrance McKinney no 2º round;
Nicolas Dalby venceu Warlley Alves por decisão dividida;
Josiane Nunes venceu Zarah Fairn Dos Santos por decisão unânime;
Daniel Marcos nocauteou Saimon Oliveira no 2º round.

Mais em UFC