Siga-nos
Leandro Bernardes/PxImages

UFC

Glover Teixeira é derrotado e anuncia aposentadoria; Jamahal Hill faz história no UFC

Como não poderia ser diferente, a luta principal do UFC 283, realizado neste sábado (21), no Rio de Janeiro (RJ), mostrou mais uma vez o porquê Glover Teixeira é um dos atletas mais respeitados do meio. Em disputa pelo cinturão até 93 kg do Ultimate, contra Jamahal Hill, o mineiro foi duramente castigado durante grande parte dos 25 minutos de peleja, mas aguentou firme e buscou uma possível virada até os últimos segundos. Ao final, o esforço não foi suficiente para a vitória, mas foi reconhecido pelo público. Mesmo assim, o veterano anunciou que essa foi sua despedida dos octógonos.

Aos 43 anos, o ex-campeão dos meio-pesados do UFC admitiu na entrevista pós-luta, ainda dentro do cage, que já não consegue acompanhar o ritmo dos mais jovens e que o melhor para sua saúde é deixar o esporte e focar suas atenções em ajudar seus colegas de equipe.

“Eu sou muito forte para a minha própria saúde. É hora de parar. Vou botar minhas energias no Alex Poatan. Ele vai segurar o cinturão dele e depois subir e ser campeão dos meio-pesados. Eu vou parar. É uma honra parar na mesma noite do (Maurício) Shogun”, declarou Glover.

Hill faz história no UFC

Por sua vez, o mais novo campeão dos meio-pesados, Jamahal Hill, não conseguiu esconder a emoção. Logo após o anúncio de sua conquista, o americano se ajoelhou e chorou copiosamente. Recuperado após o momento de emoção, Hill fez questão de enaltecer Glover, principalmente sua resistência, destacando ter sido uma honra dividir o octógono com ele.

A conquista de Hill tem um significado ainda maior por se tratar do primeiro atleta oriundo do reality show ‘Contender Series’ a conquistar um título do UFC. O programa foi criado há alguns anos por Dana White para revelar novos talentos e, agora, parece dar frutos.

A luta

Não demorou muito para que Glover deixasse claro sua estratégia na luta. Com menos de um minuto de combate, o brasileiro já buscou a tentativa de queda, que foi bem defendida pelo americano. Com Hill com a defesa de quedas em dia, o primeiro assalto transcorreu totalmente em pé, com vantagem para o rival do mineiro, que, com maior envergadura e variação de golpes, conseguiu acertar mais o dono da casa.

O segundo round parecia seguir o mesmo panorama do primeiro, mas uma dedada involuntária aplicada pelo americano parece ter irritado o dono da casa, que decidiu abrir ainda mais o jogo e partir de vez para cima. Na trocação franca, Hill abriu o caminho com chutes altos que balançaram Teixeira e acertou diversos golpes incrivelmente potentes que foram absorvidos pelo mineiro de firma quase milagrosa. Na metade final, Glover, mesmo bastante castigado, conseguiu uma queda e bons momentos em pé também.

Bastante castigado, mas sem se entregar, Glover foi novamente acertado por um potente chute alto de esquerda de Jamahal Hill e, desta vez, seu poder de absorção já não correspondeu da mesma forma. Atordoado, o veterano caiu e foi alvo de mais uma dura sequência de golpes do rival, mas sobreviveu mais um round.

Em vantagem no placar, Hill voltou para o quarto round com menos ímpeto e chegou a receber alguns golpes do brasileiro que fizeram a torcida se animar com uma possível virada. Mas na metade final do período, o americano voltou a apertar o ritmo e só não concretizou a conquista do título porque o mineiro demonstrou uma capacidade quase sobrehumana de aguentar golpes.

Após ser liberado pelo médico para continuar lutando, Glover recebeu o apoio da torcida que gritava “Eu acredito”, apostando em uma chance de virar o jogo. E uma queda logo no início do período renovou as esperanças dos fãs do mineiro. No chão, onde tem vantagem, Teixeira conseguiu avançar e chegar na montada. Porém, o escorregadio Jamahal se livrou do perigo, para tristeza da plateia. Novamente em pé, Glover não tinha forças nem tempo para mudar a história da luta. Ao final, o esforço e coração demonstrados pelo brasileiro não serviram para a conquista do cinturão, mas foram reconhecidos pelo público que aplaudiu o veterano.

Confira os resultados do UFC Rio:

Jamahal Hill venceu Glover Teixeira por decisão unânime dos juízes;
Brandon Moreno venceu Deiveson Figueiredo por nocaute técnico no 3º round;
Gilbert ‘Durinho’ finalizou Neil Magny no 1º round;
Jéssica Andrade venceu Lauren Murphy por decisão unânime;
Johnny Walker nocauteou Paul Craig no 1º round;
Ihor Potieria nocauteou Maurício ‘Shogun’ no 1º round;
Bruno ‘Hulk’ nocauteou Gregory ‘Robocop’ no 1º round;
Thiago Moisés finalizou ‘Melk’ Costa no 2º round;
Gabriel ‘Marretinha’ finalizou Mounir Lazzez no 1º round;
Jailton ‘Malhadinho’ venceu Shamil Abdurakhimov por nocaute técnico;
Cody Stamann venceu Luan Lacerda por decisão unânime;
Ismael ‘Marreta’ nocauteou Terrance McKinney no 2º round;
Nicolas Dalby venceu Warlley Alves por decisão dividida;
Josiane Nunes venceu Zarah Fairn Dos Santos por decisão unânime;
Daniel Marcos nocauteou Saimon Oliveira no 2º round.

Mais em UFC