Siga-nos
Leandro Bernardes/PxImages

UFC

Durinho finaliza Magny no primeiro round e levanta público no UFC Rio

Depois de muito pedir por uma vaga no card do UFC 283, sediado no Rio de Janeiro (RJ), Gilbert ‘Durinho’ recompensou os dirigentes e os fãs por sua participação no show. Diante do americano Neil Magny, o faixa-preta de jiu-jitsu voltou às raízes e garantiu uma vitória por finalização ainda no primeiro round, para delírio do público presente na Jeunesse Arena, na Barra da Tijuca.

Com a vitória, Durinho volta à coluna das vitórias após ter sido derrotado por Khamzat Chimaev em abril. Empolgado pelo triunfo, o brasileiro aproveitou a oportunidade de falar ao microfone durante a entrevista pós-luta com Daniel Cormier, ainda no octógono, para mandar alguns recados.

“Aqui é Brasil. Para toda a galera que está correndo, eu estou chegando e vou ser campeão”, gritou Durinho.

“Eu quero voltar o mais rápido possível, eu quero enfrentar todo mundo. Colby Covington, eu estou indo atrás de você”, desafiou.

A luta

O primeiro assalto começou de forma morna, com os dois lutadores se respeitando bastante na luta em pé. Até que, na metade do período, Durinho decidiu arriscar e aplicou uma queda em Magny, levando o confronto para o chão. Muito superior tecnicamente no grappling, o brasileiro foi ganhando posições até chegar na montada. Em ‘casa’ no solo, o faixa-preta aproveitou uma falha do americano para encaixar um katagatame e obrigar seu oponente a bater em desistência.

‘Bate-Estaca’ amplia sequência de vitória com atuação dominante e pede disputa de cinturão

Jéssica Andrade caçou Lauren Murphy do começo ao fim no octógono. Agressiva, a brasileira incomodou a adversária com o poder de seus socos. No fim do primeiro round, a ex-campeã do peso-palha (52 kg) do UFC ainda aplicou uma blitz para cima da americana, mas não conseguiu o nocaute. No segundo assalto, ‘Bate-Estaca’ foi ainda mais agressiva e constantemente abalou a oponente, que foi salva pelo gongo.

Disposta a sair do octógono com a vitória por via rápida, Jéssica não perdeu a fome de luta e permaneceu no ataque. Superior em pé, a brasileira alternou golpes no rosto e no corpo de Murphy, mas não obteve o nocaute. De qualquer forma, ‘Bate-Estaca’, com a terceira vitória seguida no UFC, voltou sua atenção para o peso-palha e aproveitou o momento para pedir para Dana White uma nova disputa pelo cinturão da categoria contra Zhang Weili, sua algoz em 2019.

Johnny Walker abre card principal do UFC Rio com nocaute brutal no 1º round

O brasileiro não precisou de uma jornada longa para despachar Paul Craig. Em apenas um round, Johnny Walker comprovou sua qualidade na trocação ao nocautear no primeiro assalto com uma sequência de socos que deixou o adversário inconsciente no octógono. Com o importante resultado, o carioca emplacou a segunda vitória seguida e, agora, deve integrar o top-10 dos meio-pesados (93 kg) do UFC, uma vez que era o número 12 da categoria.

Resultados do UFC Rio:

Gilbert ‘Durinho’ finalizou Neil Magny no 1º round;
Jéssica Andrade venceu Lauren Murphy por decisão unânime;
Johnny Walker nocauteou Paul Craig no 1º round;
Ihor Potieria nocauteou Maurício ‘Shogun’ no 1º round;
Bruno ‘Hulk’ nocauteou Gregory ‘Robocop’ no 1º round;
Thiago Moisés finalizou ‘Melk’ Costa no 2º round;
Gabriel ‘Marretinha’ finalizou Mounir Lazzez no 1º round;
Jailton ‘Malhadinho’ venceu Shamil Abdurakhimov por nocaute técnico;
Cody Stamann venceu Luan Lacerda por decisão unânime;
Ismael ‘Marreta’ nocauteou Terrance McKinney no 2º round;
Nicolas Dalby venceu Warlley Alves por decisão dividida;
Josiane Nunes venceu Zarah Fairn Dos Santos por decisão unânime;
Daniel Marcos nocauteou Saimon Oliveira no 2º round.

Mais em UFC