Siga-nos
Louis Grasse/PxImages

UFC

Dana confirma Whittaker como próximo a desafiar Adesanya e sugere data

Ainda dentro do octógono do UFC 263, após derrotar Marvin Vettori e defender com sucesso o cinturão peso-médio (84 kg) pela terceira vez, Israel Adesanya deixou claro quem gostaria de enfrentar em seu próximo compromisso: o ex-campeão Robert Whittaker. E, ao que tudo indica, este duelo não deve demorar a acontecer.

Na entrevista coletiva do UFC 263, Dana White, ciente do desejo do nigeriano, revelou que o próprio já havia requisitado uma nova defesa de título para outubro e, portanto, agendar a revanche entre ele e Whittaker se tornou uma prioridade para a organização. Apesar disso, o dirigente afirmou que uma parte do pedido de Adesanya não deve ser atendido.

Em seu discurso, o campeão pediu que a revanche contra Whittaker fosse marcada para acontecer em Auckland, na Nova Zelândia, onde treina e mora, tendo em vista que o primeiro duelo entre eles – quando o nigeriano conquistou o cinturão linear dos pesos-médios – foi realizado na Austrália, lar do rival. De acordo com Dana, as restrições impostas pelo país da Oceania por conta da pandemia de COVID-19 devem dificultar a promoção do evento em terras neozelandesas.

“Isso é o que eu amo sobre Adesanya. Adesanya, antes dessa luta (contra Vettori) acontecer, talvez dois ou três dias atrás, nós recebemos o aviso: ‘Eu quero lutar novamente em outubro’. Ele não tinha nem lutado ainda e esse garoto já estava falando sobre sua próxima luta. Eu amo isso. Adesanya se tornou um campeão casca-grossa para nós. Então, nós vamos resolver ele e Whittaker o mais rápido possível”, declarou Dana, antes de demonstrar pessimismo quanto à realização do combate na Nova Zelândia.

“Você está falando sobre Nova Zelândia ou Austrália? Eu duvido muitíssimo. Isso é tipo perguntar se nós vamos para o Canadá em outubro. Eles estão basicamente no mesmo barco (com relação às restrições)”, finalizou o dirigente.

Israel Adesanya e Robert Whittaker se enfrentaram pela primeira vez em outubro de 2019, na Austrália. Na ocasião, o nigeriano – que havia conquistado o cinturão interino do peso-médio em sua luta anterior – nocauteou o australiano e unificou os títulos da divisão. Desde então, ‘Izzy’ defendeu com sucesso sua cinta por três vezes, diante de Yoel Romero, Paulo ‘Borrachinha’ e Marvin Vettori, respectivamente.

Mais em UFC