Siga-nos
Louis Grasse/PxImages

UFC

Covington classifica como ‘triste’ atual fase de McGregor: “Pode parar atrás das grades”

O comportamento e as polêmicas protagonizadas por Conor McGregor dentro e fora do octógono colocaram em dúvida sua carreira no MMA. Tanto que, para parte dos fãs, o astro irlandês nunca mais será o mesmo atleta que chegou a impressionar com o título de duas divisões no UFC. Colby Covington, top dos meio-médios (77 kg) da empresa, também compartilha desta ideia e lamenta pelo momento delicado que ‘Notorious’ atravessa.

Em entrevista ao canal do ‘YouTube’ James Lynch, Covington, que assim como McGregor costuma apelar para o ‘trash talk’ ao se referir aos rivais e demais competidores do UFC, mostrou preocupação ao opinar sobre o astro irlandês. De acordo com o ‘bad boy’ americano, o fato do lutador alcançar o patamar de astro do MMA de forma rápida e, consequentemente, enriquecer foi prejudicial, pois lhe transformou em vilão. O posicionamento de ‘Chaos’ faz sentido, já que, no octógono e fora dele, o ex-campeão vem deixando a desejar.

No UFC, McGregor perdeu as duas lutas que fez na atual temporada para Dustin Poirier, atacou o rival e sua família, sofreu uma grave lesão na perna, em julho, e fora dele, se envolveu em polêmicas recentes. Em setembro, ao participar do ‘VMA’, tradicional premiação musical da ‘MTV’, ‘Notorious’ discutiu com o rapper Machine Gun Kelly. Em outubro, em Roma (ITA), o ícone do MMA foi acusado de agressão por um DJ italiano. Como, aparentemente, o irlandês perdeu o controle e passou a se destacar mais nas páginas policias do que nas esportivas, ‘Chaos’ sinalizou que, se não houver melhora, seu futuro pode ser trágico.

“McGregor só procura as manchetes. Ele está apenas procurando ficar no centro das atenções, obter um pouco de atenção ao seu redor, porque ele está vindo de derrotas. As pessoas estão se perguntando se ele ainda tem a vontade, sobre o que ele ainda é capaz de fazer. Ele ganhou muito dinheiro, teve uma ótima carreira e alguns momentos especiais no UFC. Em sua carreira, ele ganhou tanto dinheiro, está tão podre de rico que pensa que está acima da lei agora”, analisou Covington, antes de completar.

“Ele acha que o dinheiro pode comprar tudo que quiser, mas o dinheiro não pode impedir que você dê um soco em um cara velho, destrua o telefone de alguém, jogue um carrinho em um ônibus ou ataque Machine Gun Kelly no prêmio de música. É triste de ver. É uma grande queda. Não acho que as coisas vão dar certo para ele no longo prazo. Acho que ele é o tipo de cara que veremos isso voltar para assombrá-lo, que pode estar atrás das grades algum dia”, concluiu.

Colby Covington, de 33 anos, é um dos principais nomes dos meio-médios do UFC e se destaca no MMA por ser uma máquina de ‘trash talk’, além de ser um lutador completo e possuir condicionamento físico acima da média. Atualmente, ‘Chaos’, ex-campeão interino da categoria, se encontra em primeiro lugar no ranking dela, abaixo apenas de Kamaru Usman, rei da divisão. No esporte desde 2012, o ‘bad boy’ venceu 16 lutas, perdeu três vezes e seus principais triunfos foram sobre Demian Maia, Dong Hyun Kim, Rafael dos Anjos, Robbie Lawler e Tyron Woodley.

Mais em UFC