Siga-nos
Natassia del Frate/PxImages

UFC

Comentarista do UFC elege Max Holloway como melhor peso-pena da história

Um dos assuntos mais comuns e que gera bastante debate no MMA é a classificação dos atletas e o lugar que ocupam no ranking histórico de suas respectivas categorias. Se há essa discussão para definir o melhor lutador de todos os tempos, ela também é vista para escolher o número um de cada divisão. No peso-pena (66 kg), a briga é boa. Para boa parte dos fãs, José Aldo é visto como rei da classe, mas Alexander Volkanovski, atual campeão do UFC, e Max Holloway, ex-dono do cinturão, também estão bem cotados. Ao analisar a disputa, Jon Anik, comentarista da organização e também narrador, se posicionou a respeito.

Em entrevista ao site ‘MMA Junkie’, Anik não ficou indeciso e revelou quem é o seu peso-pena número um da história do esporte. Sem titubear, o profissional indicou Holloway. Vale lembrar que o havaiano vai liderar o primeiro evento do UFC na temporada 2021, que acontece no dia 16 de janeiro, na ‘Ilha da Luta’, em Abu Dhabi (EAU), contra Calvin Kattar. O comentarista indicou que ficou impressionado com os ajustes feitos pelo ex-campeão para a revanche com Volkanovski e afirmou que, mesmo sem o título, ele segue como um atleta de elite.

“Acho que ele é o melhor pena de todos os tempos. Ele pode não ter as defesas de título que Aldo tem, mas é o melhor pena de todos os tempos. A versão que Holloway apresentou contra Volkanovski, contra a City Kickboxing, contra Eugene Bareman e aquela grande equipe que estava tentando vencer, os ajustes e aquele desempenho na revanche deve encorajar os havaianos e seus fãs. Acho que ele é um atleta de elite física e mentalmente o suficiente para você esperar uma daquelas atuações de Holloway no auge. Espero que ele seja tão bom como sempre e tão como foi na luta contra Volkanovski, alguns meses atrás”, declarou Anik.

Max Holloway, de 29 anos, se tornou campeão do peso-pena em 2017, quando nocauteou José Aldo, em pleno Brasil, e defendeu o cinturão ao vencer o mesmo Aldo na revanche, Brian Ortega e Frankie Edgar. O havaiano só perdeu o título em 2019, quando encontrou Alexander Volkanovski. Na ocasião, foi derrotado por decisão unânime e, no segundo embate com o rival, levou a pior por decisão dividida.

Mais em UFC