Siga-nos
Diego Ribas/PxImages

UFC

Blaydes se coloca à disposição para ‘limpar a divisão’ antes de disputar título do UFC

Com oito vitórias em seus últimos nove confrontos, e atualmente ocupando a segunda posição no ranking dos pesos-pesados, Curtis Blaydes encara Derrick Lewis no próximo sábado (20), na luta principal do UFC Vegas 19, de olho em ampliar sua sequência positiva e dar mais um passo rumo ao ‘title shot’ da divisão. Porém, com a próxima disputa de título já definida e com a chegada de Jon Jones, ex-campeão dos meio-pesados (93 kg), à categoria, o americano pode ter sua caminhada rumo ao topo retardada.

Apesar de admitir um certo desconforto com a possível furada de fila de ‘Bones’, Blaydes parece conformado com a situação, ciente de que algumas decisões estão fora de seu controle. Por isso, em entrevista ao site ‘MMA Fighting’, o peso-pesado pregou paciência e prometeu ‘limpar’ toda a divisão, caso necessário, para provar dentro do octógono que merece uma oportunidade de lutar pelo cinturão.

“Eu apenas reviro os olhos (quando penso na conjuntura atual da divisão dos pesados). Eu não sou velho, então eu não estou com pressa, eu vou chegar lá eventualmente. De verdade, não é nem mesmo uma garantia que Jon (Jones) vai pegar a luta (pelo título dos pesados) porque eu ouvi que ele tem seus olhos voltados para o vencedor de Izzy (Israel Adesanya) contra (Jan) Blachowicz (pelo cinturão dos meio-pesados). Se ele está de olho nessa, ele não está 100% dentro desse confronto peso-pesado, então não é uma garantia”, comentou Blaydes, antes de continuar.

“Eu não estou preocupado com isso. Se acontecer, eu acho que vamos cruzar a ponte quando nós chegarmos lá. No pior dos casos, eu tenho repetido isso, se eu tiver que limpar a divisão, eu vou. Eu vou fazer isso. Eu tenho uma família em casa para prover. Então, quanto mais ativo eu estiver, melhor para eles. O objetivo final é o cinturão, mas nós vamos chegar lá”, concluiu.

No MMA profissional desde 2014, Curtis Blaydes soma 14 vitórias, duas derrotas e um ‘no contest’ (luta sem resultado). Seus únicos resultados negativos na carreira vieram pelas mãos de Francis Ngannou, número um do ranking e próximo desafiante ao título dos pesados, em duelo contra o campeão Stipe Miocic, marcado para o dia 27 de março, no UFC 260.

Mais em UFC