Siga-nos
exclusivo!
Diego Ribas/PxImages

Entrevistas

Prestes a estrear no UFC, Rafael Alves sofre com corte de peso e já admite subir de divisão

Após se destacar no ‘Contender Series’ e garantir um contrato com o Ultimate, em agosto do ano passado, Rafael Alves teve sua estreia na principal organização de MMA do mundo marcada para o próximo sábado (20), pelo card do UFC Vegas 19. Mas o que deveria ser uma data de celebração pode ter se transformado em uma espécie de ‘pesadelo’ para o brasileiro.

Escalado para encarar o também estreante Pat Sabatini, em duelo válido pela divisão dos penas (66 kg), o paraense corre contra o tempo para conseguir eliminar o excesso de peso e se colocar apto a competir no evento de sábado. Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag Fight, Rafael abriu o jogo e admitiu que tem tido dificuldade para cortar os quilos indesejados visando a pesagem oficial do evento, marcada para sexta-feira (19).

Um dos complicadores, de acordo com o lutador, é o clima encontrado por ele em Las Vegas, sede do evento. Devido ao rigoroso inverno que assola o país norte-americano, o corte de peso, que envolve a eliminação de água no corpo do atleta através do suor, tem sido um desafio a mais para Rafael antes de sua estreia no UFC, que, pela gravidade da situação, passa a correr risco. Uma vez que lutadores que excedem demasiadamente o limite de suas categorias são normalmente impedidos de competir pela Comissão Atlética local.

“Eu queria pegar um veterano do UFC, mas eu fui negado por mais de 30 atletas que não quiseram lutar comigo. Não quiseram se arriscar. Então, tiveram que pegar um de fora (do UFC) para lutar comigo. E nesse vai e vem, o meu empresário falava: ‘É para lutar no 70 (kg), esse é para lutar no 66 (kg)’. E, com isso, eu estou sete quilos acima ainda e a pesagem é sexta-feira. Mas eu tenho fé em Deus que eu vou dar o meu melhor para bater esse peso”, revelou Rafael Alves, antes de completar.

“Eu cheguei aqui bem pesado, acho que 10 kg acima. Ontem a noite eu baixei alguma coisa, estou com sete (acima). (Normalmente nessa etapa do corte de peso) eu estaria com quatro quilos (para perder). Eu estou ainda com sete (para perder). Eu saí de Miami para Las Vegas com 72 (kg). Eu cheguei aqui (em Las Vegas) com 74 por causa do voo. E está muito frio aqui em Las Vegas. Eu não estou me sentindo bem para perder peso. Estou fazendo de tudo para perder esse peso, estou suando pouco, mas vai dar certo. Eu tenho fé em Deus que todo sacrifício vai ser recompensado”, contou o atleta oriundo do Contender Series.

O pesadelo vivido pelo paraense antes de sua estreia pelo Ultimate o motivou a tomar uma decisão drástica, antes mesmo de pisar pela primeira vez no octógono mais famoso do mundo. A fim de evitar essa mesma situação no futuro, Rafael já considera subir para o peso-leve (70 kg) em seu próximo compromisso. E, de acordo com ele, a ideia partiu do meio-médio (77 kg) Colby Covington, seu companheiro de equipe na ‘MMA Masters’, academia baseada na Flórida (EUA).

“Depois dessa luta de 66, eu vou subir de categoria. Porque se acontecer outra vez de estar frio, eu consigo bater o peso facilmente. Eu não peso muito, mas para 66 está sendo um pouco difícil por causa do frio. Vou subir para o 70 na próxima (luta). Estou pedindo a Deus para me dar força para eu bater esse peso (na sexta-feira). Vou dar o meu melhor, mas, de qualquer forma, na próxima eu luto até 70 (kg)”, revelou Rafael, antes de mencionar o conselho do colega de treinos.

“O Colby (Covington) foi o primeiro cara que falou: ‘Rafael, você é muito grande para essa categoria. Você tem que subir para 70, porque não corta muito e você luta sempre'”, finalizou.

Ex-campeão do Titan FC, Rafael Alves conquistou uma vaga no UFC ao finalizar o mexicano Alejandro Flores no quarto episódio da quarta temporada do programa ‘Contender Series’, que revela lutadores para o plantel do principal evento de MMA do mundo. Ao todo em sua carreira, o paraense soma 19 vitórias e nove derrotas.

Mais em Entrevistas