Siga-nos

UFC

Alexandre Pantoja desafia Deiveson Figueiredo após vencer ex-campeão do Rizin no UFC

Alexandre Pantoja não esqueceu a derrota sofrida diante de Deiveson Figueiredo, em 2019. No UFC Vegas 18, evento que aconteceu no último sábado (6), nos Estados Unidos, o brasileiro superou o estreante Manel Kape, ex-campeão do Rizin FF, e não só se recuperou do revés sofrido na última aparição, como também se consolidou como um dos grandes nomes do peso-mosca (57 kg). Empolgado com o triunfo, o carioca mirou o velho conhecido.

Na coletiva de imprensa pós-UFC Vegas 18, Pantoja expressou o interesse em acertar as contas com Deiveson e desafiou o campeão do peso-mosca da organização. Com o empate na primeira luta entre o número um da categoria e Brandon Moreno, realizada em dezembro, a imprensa especializada especula que a revanche vai acontecer no primeiro semestre de 2021, mas ‘The Cannibal’ possui outra opinião a respeito do assunto. De acordo com o brasileiro, sua fama na divisão pode colocá-lo em rota de colisão com o compatriota novamente. Vale lembrar que o primeiro encontro foi vencido por ‘Daico’ na decisão unânime dos juízes e Pantoja não escondeu que o resultado lhe incomoda.

“Em todo momento que lutei com Manel, pensei em Deiveson. Para lutar com ele de novo, tinha que vencer. Venci e quero lutar com Deiveson. Na primeira luta, ele chegou em mim e pediu uma luta selvagem, de rua. No primeiro round, ele me quedou. Ele brincou e não vou cometer esse erro de novo. Estou pronto e quero ser campeão. Não sei o motivo da revanche. Deiveson venceu. O erro foi marcar essa luta cedo. Ele é pesado para os moscas, não consegue bater o peso rápido. Tem que ser eu e ele e, se possível, no Brasil. Sou um dos maiores nomes dos moscas e estou pronto para lutar pelo cinturão a qualquer momento”, declarou Pantoja.

Alexandre Pantoja é um nome que, constantemente, figura entre os melhores lutadores do peso-mosca. Não à toa, o brasileiro costuma ser apontado por parte dos fãs e membros da imprensa especializada como eventual desafiante da categoria. No entanto, quando teve a chance de lutar pelo cinturão, foi derrotado por Askar Askarov, em julho. Atualmente, o carioca ocupa o quinto lugar no ranking da divisão.

Mais em UFC