Siga-nos
Louis Grasse/PxImages

UFC

Adesanya dedica vitória no UFC 263 a companheiro de equipe morto na Nova Zelândia

A noite do último sábado (12) foi de alegria e emoção para Israel Adesanya, um dos protagonistas do UFC 263, realizado no Arizona (EUA). Após dominar as ações do combate contra Marvin Vettori e defender de forma bem-sucedida seu cinturão peso-médio (84 kg) pela terceira vez, o nigeriano fez questão de dedicar sua vitória ao seu companheiro de equipe Fau Vake, morto há menos de um mês na Nova Zelândia.

Com a voz embargada pela emoção, Adesanya aproveitou a entrevista pós-luta – ainda dentro do octógono do UFC 263 – para homenagear seu antigo parceiro de treinos na academia ‘City Kickboxing’, sediada na Nova Zelândia. O campeão lamentou que seu amigo não tenha tido tempo suficiente para ascender na carreira até chegar ao Ultimate, e foi taxativo ao classificar a morte de seu companheiro como um assassinato, mostrando-se indignado com o fato dos responsáveis pelo suposto crime ainda estarem em liberdade.

“Como meu companheiro de time Brad (Riddell) disse, um de nossos garotos, um dos caras que estava a caminho do UFC foi assassinado. Não vamos trocar as palavras, ele foi assassinado por alguns bandidos, que ainda estão andando por aí livremente. Mas eu só quero dizer: Fau Vake, Fau Vake, Fau Vake. Eu te amo, cara. Essa luta eu dedico a você, Fau”, disse ‘Izzy’.

Fau Vake faleceu no último dia 23 de maio, aos 25 anos, em decorrência dos ferimentos sofridos por ele em uma suposta agressão, que teria ocorrido no dia sete dias antes, na cidade de Auckland, na Nova Zelândia. Quatro homens estariam respondendo por acusações em conexão com o ataque que levou à morte do companheiro de time de Israel Adesanya.

Mais em UFC