Siga-nos
Diego Ribas/PxImages

Notícias

St-Pierre revela que luta contra lenda do boxe aconteceria sob regras adaptadas

Aposentado oficialmente do MMA desde 2019, e sem competir há mais de três anos, Georges St-Pierre esteve próximo de acertar seu retorno aos esportes de combate recentemente, mas acabou impedido pelo UFC, com quem ainda possui contrato. Em recente entrevista ao ‘MMA Joe’, o canadense, que enfrentaria o ex-campeão mundial Oscar De La Hoya no ringue de boxe, explicou os motivos que o fizeram cogitar sua volta à ação.

De acordo com o ex-campeão do UFC, além de parte dos lucros do evento ser destinada à instituições de caridade, a luta contra De La Hoya seria disputada com regras específicas, que trariam menos riscos aos lutadores, tendo em vista que ambos se encontram aposentados. St-Pierre ainda voltou a lamentar que o combate tenha ficado apenas no papel, após ser embargado pela alta cúpula do Ultimate.

“(A luta) teria sido com luvas maiores, oito rounds de dois minutos. Então, os termos eram diferentes para acomodar, para fazer isso mais como um show. É menos perigoso. Parte do lucro, parte das nossas bolsas seriam doadas para a caridade. Infelizmente, isso não aconteceu, mas teria sido divertido. É uma forma diferente de entretenimento, e com o boxe você pode ajustar dessa forma – você pode mudar as luvas -, no MMA você não pode fazer isso”, explicou St-Pierre.

Ex-campeão dos meio-médios (77 kg) e dos médios (84 kg) do UFC, Georges St-Pierre encerrou sua carreira no MMA com um cartel de 26 vitórias e apenas duas derrotas. Em razão dos anos de domínio, especialmente na divisão até 77 kg, o canadense é amplamente considerado na comunidade das lutas como um dos maiores lutadores de todos os tempos, independentemente da categoria.

Mais em Notícias