Siga-nos

Notícias

Paulo ‘Borrachinha’ revela como venceria Adesanya em duelo no UFC

Paulo ‘Borrachinha’ será o próximo desafiante ao cinturão do UFC – Diego Ribas

Mesmo sem lutar no card do último sábado (7), o peso-médio (84 kg) Paulo ‘Borrachinha’ foi um dos nomes mais acionados durante a semana. Após o final do evento realizado no ginásio T-Mobile Arena, o atleta chegou a pular uma grade para entrar no octógono e ficar frente a frente com seu próximo oponente, mas acabou retirado do ginásio. Horas depois, ele já estava convocado para participar da coletiva de imprensa e conversar com os jornalistas.

Sem rodeios, o invicto lutador criticou pesadamente Adesanya, atual campeão do UFC, a quem chamou de covarde e medroso por ter evitado o confronto direto com o desafiante Yoel Romero. Dessa forma, sem o embate corpo a corpo, sua envergadura e passada de perna o permitem se esquivar dos rivais. Cenário este que foi analisado pelo brasileiro, que assim como o rival permanece invicto no MMA.

“Eu vou pressionar o tempo inteiro até nocautear. Ele não consegue (escapar). Porque você sempre consegue encurtar, depois ele vai tentar sair no alcance no cage, aí você encurta de novo. Esse é o caminho”, afirmou o atleta em conversa exclusiva com a Ag Fight.

“Eu já tinha falado: o Adesanya é medroso. Falei isso várias vezes, falei aqui antes da luta começar. Eu já sabia. A gente que está no meio da luta, a gente conhece. A gente sabe fazer uma leitura. Tanto do estilo da pessoa, quando o cara… Esse é frágil, o que tem medo de ser golpeado. E ele é esse cara, entendeu? Você viu como foi a luta com o Romero? Ele ficou com medo do Romero o tempo todo. Comigo vai ser a mesma coisa”, previu o lutador que deixou apenas uma de suas disputas chegar à decisão dos jurados

Ainda de acordo com o atleta, a confusão instalada na arena não foi culpa sua. A pular a grade e ir em direção ao cage, ele queria apenas de frente com seu oponente e promover. No entanto, a organização do show pensou que uma briga poderia acontecer e ele foi retirado do recinto por precaução.

“O Dana sabe como eu luto. O pessoal fica com medo do Romero, né? Não pressiona ele, e tal. Eu pressionei ele três rounds. Você acha que eu vou ter medo do Adesanya? Quem fez o que fez com o Romero… Quem fez o que eu fiz com o Romero não vai ter medo nunca de lutar com o Adesanya”, finalizou.

Mais em Notícias