Siga-nos
Leandro Bernardes / PxImages

Notícias

Parceiro de treino de Khabib coloca ‘Do Bronx’ à frente de Conor em corrida por título

Caso Khabib Nurmagomedov decida abandonar a ideia de se aposentar e retorne ao octógono para defender novamente seu cinturão dos pesos-leves (70 kg) do UFC, o primeiro potencial oponente que viria na cabeça de grande parte da comunidade das lutas seria, sem sombra de dúvidas, Conor McGregor. Porém, na visão de Josh Thomson, companheiro de equipe do russo na ‘American Kickboxing Academy’, há outro atleta que pode ter a preferência do campeão na hora de definir o próximo desafiante ao título.

Durante um recente episódio do podcast ‘Weighing In’, Thomson apontou o brasileiro Charles ‘Do Bronx’ como um dos candidatos com maior chance de garantir um duelo contra Nurmagomedov. Para o ex-lutador, o fato do atleta da ‘Chute Boxe São Paulo’ ainda não ter enfrentado Khabib pode ser o diferencial do paulista diante de seus concorrentes diretos, que já tiveram a oportunidade de medir forças com o campeão.

Vale lembrar que o próprio Khabib Nurmagomedov, em recente reunião com Dana White – presidente do UFC – para discutir seu futuro na entidade, se disse impressionado com a vitória de ‘Do Bronx’ sobre Tony Ferguson, no último mês de dezembro. O russo anunciou sua aposentadoria em outubro do ano passado, após defender o cinturão dos leves contra Justin Gaethje.

“Eu acho que Charles (Do Bronx) Oliveira estimula Khabib um pouco mais do que a luta com Conor, a luta com Dustin, e a luta com Gaethje. Lutar contra um deles novamente. Eu acho isso porque é o sangue novo, e ele (Charles) traz algo que eu sempre disse. É que o cara que vai mais ameaçá-lo (Khabib) será o cara que é muito bom no chão. Nós ainda não vimos um cara muito bom no chão como em termos de um Demian Maia até Charles Oliveira”, comentou Josh Thomson.

O fator promocional, obviamente, deve ser levado em consideração pelo UFC. E neste aspecto, uma revanche entre Khabib e McGregor, que no primeiro encontro bateram o recorde de venda de pay-per-view da organização, faria muito mais sentido para a franquia. Thomson não descarta a possibilidade do companheiro de equipe aceitar o novo duelo contra o ex-campeão peso-pena (66 kg) e peso-leve do Ultimate, que encara Dustin Poirier no próximo sábado (23), na luta principal do UFC 257, de olho em conseguir uma vitória contundente que impressione o rival.

Porém, o americano alerta que o irlandês talvez tenha que provar sua evolução, principalmente na luta agarrada, antes de convencer o campeão. E, para isso, o ex-lutador sugeriu uma futura disputa entre Conor e ‘Do Bronx’.

“Se eu acho que Conor pode conseguir (impressionar Khabib com uma vitória sobre Dustin Poirier no UFC 257)? Eu acho que ele pode. Isso seria o suficiente para Khabib dizer ‘vamos lutar de novo’? Absolutamente não. Eu acho que Khabib quer ver que ele mudou. Que ele não é mais apenas um striker. Agora você está enfrentando um cara da trocação no Dustin Poirier, que tem ótimas finalizações. Mas ele não é conhecido por ser um cara do wrestling, do jiu-jitsu”, analisou Josh Thomson, antes de continuar.

“Eu acho que Khabib quer ver alguém como Conor lutar com um Charles Oliveira. Ele quer ver se você é tão bom assim. Você é alguém que se derrubado pode resistir ao jiu-jitsu de alguém como um Charles Oliveira?”, concluiu.

Atual terceiro colocado no ranking dos leves, Charles ‘Do Bronx’ vive sua melhor fase desde que estreou pelo UFC, em 2010. O faixa-preta – recordista de vitórias por finalização na história do Ultimate – venceu seus últimos oito compromissos, o mais recente deles diante do ex-campeão interino Tony Ferguson. Entre os atletas do top 4 da divisão, o paulista é o único que ainda não enfrentou o invicto campeão, Khabib Nurmagomedov.

Mais em Notícias