Siga-nos
Louis Grasse/PxImages

Notícias

Médicos pedem ação contra Joe Rogan por ‘desinformação’ sobre COVID-19

Comentarista do UFC de longa data, Joe Rogan tem deixado muita gente irritada por suas declarações, mas não as relacionadas ao MMA, e, sim, sobre um assunto muito mais sério. Recentemente, um grupo de centenas de médicos, profissionais da saúde e educadores de ciências se juntou para assinar uma ‘carta aberta’ ao ‘Spotify’ pedindo que sejam tomadas ações contra a disseminação de informações erradas no podcast do funcionário do UFC, chamado ‘The Joe Rogan Experience’, que é difundido na internet através da plataforma.

A petição, que foi noticiada primeiramente pelo site ‘RollingStone’, cita especificamente o polêmico episódio do ‘The Joe Rogan Experience’ onde o convidado foi Robert Malone, um virologista conhecido por espalhar desinformação sobre a COVID-19. O grupo de profissionais da saúde e da ciência alega que ao permitir que a propagação de falsas informações sobre o assunto, o ‘Spotify’ possibilita que sejam causados danos à confiança pública na pesquisa científica e que sejam levantadas dúvidas sobre a credibilidade de estudos baseados em dados guiados pela comunidade científica.

“Dr Malone usou a plataforma do ‘JRE’ para promover ainda mais inúmeras alegações infundadas, incluindo várias mentiras sobre as vacinas da COVID-19 e uma infundada teoria de que os líderes da sociedade ‘hipnotizaram’ o público. Muitas dessas afirmações já foram desmentidas”, diz uma parte da carta.

Considerando que o ‘The Joe Rogan Experience’ é um dos podcasts de maior sucesso no mundo e que atinge milhões de ouvintes através do ‘Spotify’, a preocupação dos profissionais responsáveis pela petição é compreensível.

“Essa não é uma preocupação apenas científica ou médica; é um problema sociológico de proporções devastadoras e o Spotify é responsável por permitir que essa atividade prospere na sua plataforma”, alertou o grupo de profissionais na carta aberta ao Spotify.

Durante a pandemia do novo coronavírus, Joe Rogan se envolveu em algumas polêmicas, por conta de suas opiniões e posicionamentos controversos. Além de já ter sugerido que jovens saudáveis não precisassem se vacinar, o comentarista já se declarou contrário às exigências de alguns governos, como o passaporte sanitário. O funcionário do UFC também foi bastante criticado por – ao ser contaminado pelo vírus, em setembro do ano passado – optar pelo tratamento com remédios que ainda não tiveram sua eficácia contra a COVID-19 comprovada, como a Ivermectina, um medicamente antiparasitário.

Mais em Notícias