Siga-nos
Louis Grasse/PxImages

Notícias

McGregor responde após provocação de Khabib: “Você desistiu e fugiu”

A rivalidade entre Conor McGregor e Khabib Nurmagomedov segue viva. Em 2018, o astro irlandês tirou ‘The Eagle’ do sério ao atacar sua família, país e religião e o ‘trash talk’ foi responsável por cenas lamentáveis ao final da luta no UFC. No octógono, o russo finalizou ‘Notorious’, mas, ao invés de comemorar o triunfo sobre o inimigo, tirou satisfação com o mesmo junto de sua equipe e iniciou uma confusão generalizada. Agora, aposentado do esporte, o integrante do ‘Hall da Fama’ da empresa comemora o sucesso da ‘Eagles MMA’, sua equipe, provocando o desafeto.

Em recente coletiva de imprensa realizada no Canadá, Khabib expressou seu orgulho por ter campeões no UFC e no Bellator. Em outubro, Islam Makhachev alcançou o topo do peso-leve (70 kg) da organização liderada por Dana White ao finalizar Charles Oliveira. Na última sexta-feira (18), Usman Nurmagomedov conquistou o cinturão da categoria pela companhia de Scott Coker. Ao ter seus atletas dominando a divisão das principais organizações de MMA, ‘The Eagle’ utilizou a frase imortalizada por McGregor, ‘Não estamos aqui para participar, estamos aqui para dominar’, para comemorar tal superioridade.

“No momento, temos os atuais campeões leves do UFC e do Bellator. Isso é incrível. Eu ouvi há muito tempo, um cara falando, ‘Estamos aqui para assumir o controle’, mas nós é que estamos aqui para dominar”, declarou o integrante do ‘Hall da Fama’ do UFC.

Ao tomar conhecimento de que Khabib utilizou sua frase para celebrar o sucesso de sua equipe no MMA, McGregor, como não poderia ser diferente, não perdeu tempo e respondeu. Sem lutar desde julho de 2021, o astro irlandês, derrotado por ‘The Eagle’ em 2018, desafiou o rival para uma revanche, mesmo com este aposentado da função de lutador. De acordo com ‘Notorious’, o russo decidiu se afastar da modalidade não pela promessa que fez para sua família após a morte de seu pai e sim porque temeu perder pela primeira vez na carreira.

“Eu luto. O plano do seu pai nunca está completo, porque você desistiu e fugiu. Deus abençoe. Eu ainda estou aqui se você quiser lutar de novo. Mas seu medo da derrota significa que você já perdeu. Fuja disso o quanto quiser. Todos nós perdemos no final. A morte chega para todos. Não temo nada além de Deus”, escreveu o ex-campeão do UFC em sua conta oficial no ‘Twitter’, em publicação deletada.

Conor McGregor, de 34 anos, vive má fase no MMA, mas segue como principal nome do UFC. Dois anos após sua estreia na organização, o astro irlandês se transformou em um fenômeno do esporte e conquistou o cinturão do peso-pena e do peso-leve. Mesmo com duas derrotas seguidas, ‘Notorious’ está confiante de que vai dar a volta por cima na modalidade. Seus triunfos mais marcantes foram contra Chad Mendes, Donald Cerrone, Dustin Poirier, Eddie Alvarez, José Aldo, Max Holloway e Nate Diaz. O atleta possui um cartel composto por 22 vitórias, sendo 20 pela via rápida e 19 delas por nocaute, e seis derrotas.

Khabib Nurmagomedov, de 34 anos, se aposentou sendo considerado por parte da comunidade do MMA um dos melhores e mais dominantes lutadores da história do esporte. Em sua carreira, o russo disputou 29 lutas, venceu todas e defendeu o título do peso-leve do UFC em três oportunidades. Os triunfos de maior destaque do ex-campeão da companhia foram sobre Al Iaquinta, Conor McGregor, Dustin Poirier, Edson Barboza, Gleison ‘Tibau’, Justin Gaethje, Michael Johnson e Rafael dos Anjos.

Reprodução/Twitter

Mais em Notícias