Siga-nos

Notícias

Johnny Walker analisa derrota para Corey Anderson no UFC Nova York: “Esperei muito”

Johnny Walker sofreu sua primeira derrota no UFC – Jason Silva/ PXImages

Uma das maiores promessas da categoria meio-pesado (93 kg) do UFC, Johnny Walker sofreu o primeiro revés pela organização no último sábado (2), ao ser derrotado por nocaute técnico ainda no primeiro round por Corey Anderson, em evento realizado em Nova York. Ao site ‘TMZ Sports’, o brasileiro analisou os equívocos cometidos no combate e projetou seu retorno ao octógono do Ultimate.

Credenciado por três vitórias imponentes por nocaute desde sua estreia no UFC e pela personalidade carismática, Johnny Walker, de 27 anos, chegou ao duelo contra Anderson já sendo apontado como possível futuro desafiante ao cinturão até 93 kg, atualmente em poder de Jon Jones. No entanto, o que se viu no octógono foi o brasileiro mais comedido em suas ações ofensivas, menos agressivo, e – aparentemente – menosprezando o poder de nocaute do oponente, até ser bombardeado por uma sequência de golpes que o abalaram e obrigaram o árbitro a interromper a luta após pouco mais de dois minutos de ação.

“Só um pequeno erro. Eu me segurei muito, esperei muito, pensei muito. Não vai acontecer novamente. Não foi uma derrota, foi uma lição aprendida”, explicou o meio-pesado brasileiro, ao ser questionado sobre os erros cometidos no confronto do último sábado.

Aparentemente bem física e mentalmente após seu primeiro resultado negativo no Ultimate, o brasileiro já projeta seu retorno para o início do próximo ano. Com algumas escoriações pelo rosto, fruto dos potentes golpes desferidos por Anderson, o meio-pesado tem consciência de que provavelmente levará uma suspensão médica que, ainda que seja curta, poderá afastá-lo dos treinamentos por alguns dias. Nada que modifique seus planos de voltar a lutar o mais breve possível.

“Eu estou bem, pronto para ir de novo. Estou pronto para lutar o mais rápido possível. Eu vou ter 45 dias (de suspensão médica) só por causa do meu olho, mas meu olho está ok. Vou voltar talvez em janeiro ou fevereiro”, finalizou o lutador.

A derrota para Corey Anderson foi a primeira de Johnny Walker desde junho de 2016, quando foi nocauteado por Henrique ‘Montanha’, no Jungle Fight. Neste período de invencibilidade, o meio-pesado acumulava nove triunfos consecutivos, sendo apenas um decidido pelos juízes após o tempo regulamentar. Ao todo, o brasileiro possui 17 vitórias e quatro reveses em sua carreira profissional.

Mais em Notícias