Siga-nos
Louis Grasse/PxImages

Notícias

Desafetos criticam McGregor por tentativa de agressão a cantor em evento da MTV

Ainda sem lutar, Conor McGregor permanece em destaque nos noticiários por conta das polêmicas que protagoniza tanto dentro, quanto fora do octógono. Dessa vez, o ex-campeão do peso-pena (66 kg) e do peso-leve (70 kg) do UFC participou do ‘VMA’, premiação da ‘MTV’, no último domingo (13), em Nova York (EUA), e se envolveu em uma confusão com o rapper ‘Machine Gun Kelly’ e sua esposa, a atriz Megan Fox. Imediatamente, parte da comunidade do MMA criticou a postura de ‘Notorious’ e seus rivais fizeram o mesmo.

De acordo com os relatos, o casal não aceitou posar para uma foto com McGregor, que se irritou com a recusa. Com isso, ‘Machine Gun Kelly’ empurrou ‘Notorious’, que tentou agredir o cantor e jogou parte de sua bebida nele. Dessa forma, Ali Abdelaziz e Jorge Masvidal não perdoaram o astro do MMA por seu comportamento na tradicional premiação musical da ‘MTV’.

Em suas redes sociais (veja abaixo ou clique aqui e aqui), Abdelaziz, empresário de Khabib Nurmagomedov e inimigo declarado de McGregor, lembrou da derrota que o mesmo sofreu para seu atleta, em 2018, e destacou que o revés lhe atormenta até hoje, enquanto Masvidal brincou com a situação. Aproveitando a moda dos casamentos de luta inusitados no boxe, o veterano sugeriu que a ‘Triller Fight Club’ oficializasse o combate entre ‘Notorious’ e o cantor e zombou da qualidade do astro irlandês como lutador.

“Khabib mudou este homem para o resto da vida”, atacou Abdelaziz em sua conta oficial no ‘Twitter’.

“‘Triller’, ajeite isso. Em uma luta de cinco rounds, coloco meu dinheiro em ‘Machine Gun Kelly'”, provocou Masvidal ao utilizar a mesma plataforma digital.

Mesmo em má fase, Conor McGregor, de 32 anos, é o principal nome do UFC. Dois anos após sua estreia na organização, o irlandês se transformou em um fenômeno do MMA e conquistou o cinturão do peso-pena (66 kg), em 2015, e do peso-leve (70 kg), em 2016.

Seus triunfos mais marcantes foram contra Chad Mendes, Donald Cerrone, Dustin Poirier, Eddie Alvarez, José Aldo, Max Holloway e Nate Diaz. Atualmente, o atleta ocupa a nona posição no ranking dos leves e possui um cartel composto por 22 vitórias, sendo 20 pela via rápida e 19 delas por nocaute, e seis derrotas.

Mais em Notícias