Siga-nos
Dan Wainer/PxImages

Notícias

Demetrious Johnson elogia brasileiro campeão do peso-mosca do ONE

Quando trocou o UFC pelo ONE Championship, Demetrious Johnson, imediatamente, foi apontado como virtual campeão do peso-mosca (61 kg) da organização asiática. Não à toa, o americano marcou época na companhia de Dana White ao quebrar o recorde de defesas de cinturão e alcançou o status de melhor lutador da história da categoria. Agora, o próximo compromisso do americano será no dia 24 de fevereiro contra Adriano Moraes, detentor do título da divisão. Visto como favorito por boa parte dos fãs por conta de seu currículo, o atleta mostrou respeito pelo brasileiro.

Em entrevista ao site ‘MMA Fighting’, Johnson enalteceu a qualidade de Adriano e deu a entender que estudou o jogo do campeão do peso-mosca do ONE ao assistir a trilogia que o mesmo disputou com Geje Eustaquio. Além disso, o americano lembrou que costuma ter dificuldade de enfrentar oponentes fisicamente parecidos com ‘Mikinho’, mas, ao mesmo tempo, abraçou o desafio. Vale lembrar que o atleta conquistou o torneio da categoria realizado em 2019 e não atuou em 2020 devido a pandemia de COVID-19.

“Adriano é um grande atleta e tem sido um grande campeão. Ele teve lutas consecutivas com Geje Eustaquio e são lutas muito boas para se aprender. No final do dia, vamos equiparar nossas habilidades e ver como me posiciono contra ele. Na minha carreira, sempre tive problemas contra oponentes mais longos, de maior alcance. Nos galos do UFC contra Miguel Torres e Dominick Cruz e nos moscas contra Tim Elliott. Sempre tive problemas com esses caras longos. Quando você está lutando contra caras que são maiores, mais altos, mais longos é outro desafio para superar”, declarou Demetrious.

Demetrious Johnson, de 34 anos, estreou pelo ONE em 2019 e segue invicto na organização. O ex-campeão do UFC participou do GP dos moscas e conquistou o título ao vencer Yuya Wakamatsu, Tatsumitsu Wada e Danny Kingad na final. Anteriormente, o norte-americano quebrou o recorde de defesas de cinturão realizadas no UFC, porém o feito não impediu a companhia de Dana White de trocá-lo por Ben Askren.

Mais em Notícias