Siga-nos
Diego Ribas/PxImages

Notícias

Dana descarta Whittaker como próximo desafiante: “Terá que lutar com outra pessoa”

O cenário do peso-médio (84 kg) do UFC era claro, mas uma falha de comunicação entre Dana White e Robert Whittaker mudou o rumo da categoria drasticamente. Após vencer Jared Cannonier em outubro, o ex-campeão da classe ficou próximo de lutar pelo título novamente e o próprio presidente da organização confirmou a posição. No entanto, como o australiano divergiu em relação a data para a revanche contra Israel Adesanya ser realizada, o cartola indicou que o atleta negou enfrentar o número um da divisão. E, ao que parece, Dana ainda se encontra contrariado.

Ao participar de uma recente sessão de perguntas e respostas com os fãs na ‘ESPN’ americana, Dana minimizou as chances de Whittaker se tornar o próximo desafiante do peso-médio. Vale lembrar que, depois do mal-entendido, o UFC oficializou a superluta entre os campeões Adesanya e Jan Blachowicz pelo cinturão dos meio-pesados (93 kg). Sendo assim, o líder da companhia atrelou o futuro do ex-soberano da categoria ao resultado do aguardado embate.

“Eu não acho que Whittaker vai conseguir uma chance pelo título a seguir. Ele terá que lutar contra outra pessoa primeiro. Vai depender do que acontecer com Adesanya e Blachowicz. Veremos”, declarou Dana.

Robert Whittaker, de 30 anos, se recuperou da perda do cinturão do peso-médio ao se destacar na temporada 2020. O ex-campeão disputou duas lutas, venceu Darren Till e Jared Cannonier e se aproximou de uma nova chance de se tornar o número um da classe. O australiano venceu 22 combates dos 27 que realizou ao longo de sua carreira e, além de Cannonier e Till, seus triunfos mais marcantes foram diante de Derek Brunson, Ronaldo ‘Jacaré’, Uriah Hall, Yoel Romero (duas vezes), entre outros.

Mais em Notícias