Siga-nos
Diego Ribas

Notícias

Ngannou cita benefício se tivesse encarado Jones e não teme “furada de fila” de rival

Com quatro vitórias seguidas, todas por nocaute no primeiro round, Francis Ngannou aguarda a confirmação que vai ser novamente o desafiante ao cinturão do peso-pesado diante de Stipe Miocic, atual campeão. Porém, enquanto não chega a oficialização por parte do UFC, o camaronês voltou a comentar sobre a ida de Jon Jones para a divisão.

Em entrevista ao site ‘MMA Fighting’, o lutador recordou a negociação frustrada para encarar Jones. Em meados de 2020, assim que o americano anunciou que subiria de categoria, existiu uma conversa para ele encarar Ngannou, mas esbarrou em termos financeiros. De acordo com o camaronês, ele gostaria de ter feito esse duelo pelo fato de já estar oito meses sem pisar no octógono, algo que o incomoda.

“Obviamente, é algo que todos adorariam ver. Eu queria que isso acontecesse. Se essa luta tivesse acontecido, eu já estaria ativo agora. Seriam duas coisas positivas: lutar contra Jon Jones, provavelmente o maior de todos os tempos e o número um peso-por-peso na minha opinião, e a principal que seria me manter ativo. Porque agora eu não sei onde estou. Não sei exatamente o que estou fazendo. Ter uma luta é uma boa, ter uma grande luta é uma grande coisa. Isso é algo que estou ansioso para fazer”, disse.

Mas nem tudo pode ser positivo com a ida de Jones para o peso-pesado para Ngannou. Com o histórico do americano na franquia e ser apontado como um dos melhores da história, ele poderia já entrar direto em uma disputa de cinturão e ultrapassar o camaronês. No entanto, Francis se mostrou tranquilo a respeito disso.

“Por que eu deveria estar preocupado? Não, não estou preocupado”, afirmou.

Apesar do longo período de inatividade na franquia, Francis Ngannou vive grande momento no UFC. O camaronês possui quatro vitórias seguidas, sendo todas por nocaute no primeiro round. A última aconteceu em maio desse ano, quando nocauteou Jairzinho Rozenstruik em apenas 20 segundos. Em janeiro de 2018, o lutador encarou Miocic pelo título dos pesados, mas acabou superado na decisão unânime dos juízes.

Mais em Notícias